Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Portugal segue com oito surfistas no Mundial ISA Júnior

Falta de ondas gera críticas da comitiva portuguesa

• Foto: ISA

A Seleção Nacional continua com aspirações altas no Mundial Júnior ISA, que se está a disputar no Rio de Janeiro. Apesar de ter sofrido, esta quarta-feira, três baixas após uma jornada marcada por falta de ondas, a equipa das quinas conseguiu colocar oito surfistas na ronda 4 e mais perto das rondas finais do Mundial.

Depois de na véspera ter sofrido a primeira eliminação, por intermédio de Érica Máximo (Sub-18 feminino), desta vez foram Lua Escudeiro e Constância Simões (Sub-16 feminino) e Salvador Vala (Sub-16 masculino) a ficarem pelo caminho. Em sentido inverso, o destaque vai para o trio luso da categoria Sub-18 masculina, composto por João Mendonça, Francisco Ordonhas e Francisco Mittermayer, todos vitoriosos na jornada de hoje e que seguiram para a ronda 4, estando já dentro dos 32 melhores surfistas.

Quem também avançou para a ronda 4 foi Teresa Pereira em Sub-16 feminino, assim como Jaime Veselko e Matias Canhoto em Sub-16 masculino. Canhoto tem sido mesmo um dos grandes destaques da comitiva portuguesa, conseguindo alguns dos melhores scores ronda após ronda. Por fim, também Maria Salgado e Maria Dias seguiram em frente, estando ambas na mesma bateria da próxima fase.

Apesar de ter conseguido um registo positivo no quinto dia de ação, a equipa das quinas acabou por se ver prejudicada pela falta de ondas. Algo que levou a muitas críticas por parte de João Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf e líder da comitiva portuguesa neste Mundial Júnior ISA.

"A equipa esteve muito bem. É verdade que tivemos algumas eliminações, mas penso que, acima de tudo, a organização esteve mal. O mar esteve absolutamente sinistro, quase sem ondas e penso que a direção técnica demorou a tomar a decisão de parar o campeonato. Devia ter parado a competição mais cedo e isso prejudicou-nos. Mas agora é não perder a compostura e atacarmos as próximas rondas. Temos surf para ir longe neste campeonato", apontou.

Por João Vasco Nunes
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Notícias