Taiti ganha força para receber prova dos Jogos Olímpicos de Paris’2024

Apesar da muita oferta “dentro de portas”, organização francesa está virada para as ondas do Pacífico

• Foto: António Borga

Teahupoo, na Polinésia Francesa (Taiti), a mais de 15 mil quilómetros de distância de Paris e em pleno Oceano Pacífico, está a ganhar cada vez mais força para receber a prova de surf dos Jogos Olímpicos que vão acontecer na capital francesa em 2024. Quem o garante é o chefe da organização das olimpíadas francesas, Christophe Dubi.

Depois dos rumores que apontavam para Teahupoo ser a onda favorita dos organizadores franceses dos Jogos, circularam notícias de que o Comité Olímpico Internacional (COI) preferia outras opções que não ficassem tão longe do epicentro do evento, como Hossegor ou Biarritz, que, apesar de serem na costa, estão bastante habituadas e preparadas para este tipo de eventos.

Só que o Comité organizador está mesmo interessado em levar a prova de surf até ao Taiti para uma das ondas mais famosas e temidas do Mundo: Teahupoo. A esquerda tubular recebe anualmente uma etapa do WCT, sendo das mais vistas pelos fãs, devido aos seus grandes tubos.

Após mais uma reunião preparatória para os Jogos de Paris, Dubi afirmou mesmo à imprensa francesa que "não há obstáculos" para levar a prova de surf para este território ultramarino francês e que não sentiu resistência por parte do COI, mesmo depois de todos os rumores de que Thomas Bach, líder do COI, não aprovaria a ideia.

O Taiti foi uma das cinco zonas a ir a concurso para receber a prova de surf, juntando-se a Landes (Hossegor, Capbreton e Seignosse), Biarritz, Lacanau e La Torche, todas elas com provas dadas em termos de organização de etapas da WSL. E, apesar da surpresa da inclusão inicial, a verdade é que Teahupoo tem ganho cada vez mais força para ser palcos dos Jogos.

Por João Vasco Nunes
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Surf

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.