Tiago Stock destaca-se no arranque do Pro Júnior de La Torche

Jornada longa nas ondas do sudoeste francês

• Foto: WSL
Teve início, esta quarta-feira, o Pro Júnior de La Torche, em França, com 28 surfistas portugueses em prova. Após uma maratona de surf, com 50 heats realizados, entre prova masculina e feminina, e com grande parte dos portugueses em ação, o destaque vai para a prestação de Tiago Stock, que somou três triunfos a caminho da ronda 4 masculina, para a qual já estão apurados quatro surfistas lusos.

Com previsão de ondas fracas para os próximos dias, a organização da prova gaulesa, segunda da temporada 2023 do Pro Júnior europeu, Tiago Stock começou a dar nas vistas logo na ronda inaugural, onde venceu a sua bateria com 13,50 pontos. Mário Leopoldo, Joaquim Trindade, Tiago Guerra, Jaime Veselko e Salvador Vala também seguiram em frente nesta ronda.

Na ronda 2 Tiago Stock voltou a somar um triunfo, mas o grande destaque nesta fase foi a vitória do pequeno Jaime Veselko, com 11,90 pontos. Tal como estes dois surfistas, também Joaquim Trindade conseguiu avançar mais uma ronda. Afonso Pinto, que teve entrada direta para a ronda 2, foi o outro surfista luso a conseguir passaporte para a ronda 3.

Com os cabeças-de-série a entrarem em cena na ronda 3, o campeão nacional júnior Martim Nunes conseguiu o melhor score entre os portugueses que competiram nos 10 dos 16 heats já realizados nesta fase, com uma performance de 12,06 pontos. Joaquim Chaves, Francisco Ordonhas e Tiago Stock também seguiram em frente, todos com vitórias nos respetivos heats. A eles ainda se podem juntar Afonso Pinto, Jaime Veselko, Francisco Mittermayer e Matias Canhoto ainda se podem juntar aos compatriotas, uma vez que estão nos heats por disputar da ronda 3.

Pelo meio também se disputou a ronda inaugural feminina, que teve saldo neutro para as cores nacionais. Destaque para as vitórias de Teresa Pereira e Maria Dias e também para a qualificação de Lua Escudeiro, enquanto Constância Simões, Érica Máximo e Carlota Chaveiro foram eliminadas. As cabeças-de-série portuguesas da prova feminina só entrarão em ação na ronda 2.
Por João Vasco Nunes
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Notícias