Vasco Ribeiro cai nos 'quartos' da Vans World Cup e falha circuito mundial

Frederico Morais caiu na quarta ronda

• Foto: EPA

O surfista português Vasco Ribeiro foi sábado eliminado nos quartos de final da Vans World Cup, em Oahu, Havai, e falhou a qualificação para a Liga Mundial de 2018, enquanto Frederico Morais caiu na quarta ronda.

Vasco Ribeiro precisava de vencer a prova para poder qualificar-se para a Liga mundial de 2018 (WSL), mas acabou por ser quarto na terceira bateria dos quartos de final.

O português fez 7.43 pontos, atrás do brasileiro Lucas Silveira, que somou 10.80 e também não avançou, e dos norte-americanos Conner Coffin, segundo com 11.16, e Kolohe Andino, vencedor, com 15.27.

Na quarta ronda da segunda prova da 'triple crown' do surf, o 38.º classificado do 'ranking' de qualificação para a Liga Mundial de surf registou 14,30 pontos (em 20 possíveis) no seu 'heat', o melhor resultado que conseguiu na prova.

Na terceira ronda, tinha sido segundo na quinta bateria, com 7.00, atrás apenas do brasileiro Bino Lopes (8.43), enquanto Vasco Ribeiro tinha conseguido ser segundo pouco depois, com 12.33, atrás do local Sebastian Kietz, que conseguiu 19.17 pontos em 20 possíveis.

Ribeiro tinha entrado em ação na segunda ronda, apurando-se com 11.27 num 'heat' em que ficou atrás de outro surfista a 'jogar' em casa, Imaikalani Devault (14.07).

Já Frederico Morais, que em 2016 tinha estado na final da prova, ficou em terceiro lugar no seu 'heat' da quarta eliminatória, não indo além dos 8.50 pontos, atrás dos apurados Griffin Collapinto, dos Estados Unidos, com 11.03, e do brasileiro Wigolly Dantas, com 9.34.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Surf

Hora da verdade

Frederico Morais, Afonso Antunes, e Vasco Ribeiro lutam pelo título nacional

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.