World Surf League vai parar todos os campeonatos até final de março

Decisão inclui cancelamento da etapa inaugural do WCT 2020

• Foto: Carlo Barroso

A World Surf League emitiu esta quinta-feira um comunicado onde anunciou a decisão de cancelar/adiar todas as provas que estavam programadas para Março, de todas as divisões, incluindo a primeira etapa do WCT 2020, que se iria realizar na Gold Coast, no final do mês. Esta decisão também afeta provas portuguesas.

A surge na sequência das recomendações da Organização Mundial de Saúde que já classificou o Coronavírus (Covid19) como uma pandemia global. Devido à rápida escalada e propagação da doença um pouco por todo o Mundo, a WSL decidiu optar pelo cancelamento dos eventos de forma a proteger, surfistas, staff e até fãs.

Além de cancelar provas futuras, a WSL decidiu cancelar também um campeonato que já estava em andamento em Papara, no Taiti (QS1000). Em andamento ainda está a prova inaugural das Challenge Series, em Sydney, e um QS1500 na Florida, que deverão ser as últimas provas realizadas antes do fecho por tempo indeterminado dos eventos.

Esta situação também vai mexer com o QS3000 marcado para o final do mês na Caparica ou a prova de Espinho do circuito de longboard. Inicialmente a WSL tinha informado os atletas que este campeonato se iria manter, embora com algumas restrições aos atletas, já depois de terem sidos comunicados os cancelamentos de campeonatos no Japão, Indonésia e Israel. Contudo, também a prova portuguesa vai ser adiada perante o atual cenário de propagação do vírus.

"O Coronavírus está a ter enormes consequências nos eventos desportivos por todo o Mundo e nós não somos exceção", começou por dizer Erik Logan, o novo CEO da WSL. "Não foi uma decisão fácil de tomas, uma vez que estamos conscientes do impacto que tem na comunidade surfista. No entanto, a segurança de atletas, staff e fãs é primordial. Estivemos em diálogo com os surfistas e estamos convictos que esta é a coisa mais certa a fazer", frisou.

Logan explicou ainda que a situação vai ser avaliada praticamente diariamente para se perceber os passos futuros a dar. Até porque existe a possibilidade de estes cancelamentos avançarem para Abril, dependente da evolução do vírus a nível mundial. Algo que também acabaria por cancelar a segunda etapa do WCT, em Bells Beach, na Austrália, e, por exemplo, o QS3000 de Santa Cruz.

Lista de eventos afetados pela decisão:

Papara Pro Open Tahiti, French Polynesia - cancelado

Piha Pro Junior, New Zealand - adiado 

Corona Piha Pro, New Zealand – adiado

Seat Pro Netanya, Israel - adiado

Barbados Surf Pro, Barbados - adiado

Corona Open Gold Coast, Australia - cancelada

WSL Awards - adiado

Red Bull Airborne Gold Coast, Australia - cancelada

Jack's Surfboards Pro, USA - adiado

Longboard Pro Espinho, Portugal - adiado

Caparica Surf Fest Pro, Portugal - adiado

Central Japan Open, Japan - adiado

Krui Pro, Indonesia - adiado

Por João Vasco Nunes
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Surf

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.