Record

Carlos Costa dividido entre João Sousa, Haas e Lisicki

conceituado fisioterapeuta português

Carlos Costa dividido entre João Sousa, Haas e Lisicki
Carlos Costa dividido entre João Sousa, Haas e Lisicki

Carlos Costa, o fisioterapeuta português que é um dos mais cobiçados do circuito mundial de ténis, juntou forças com João Sousa, um projeto que complementa uma agenda preenchida, que inclui o lançamento de um site.

Aos 28 anos, Carlos Costa continua a acrescentar linhas ao seu currículo profissional, que conta com colaborações com nomes tão sonantes como a sérvia Ana Ivanovic, a antiga número um mundial, ou o alemão Tommy Haas, com quem trabalha há quatro anos. A última delas tem o nome do melhor tenista português de sempre.

"O João já tinha falado várias vezes dessa possibilidade, mas não tinha aparecido a oportunidade. Agora vi que conseguia e aceitei", contou à agência Lusa.

O fisioterapeuta das seleções nacionais da Taça Davis e da Fed Cup tem uma agenda muito preenchida, mas não se atrapalha ao falar dela: "Os planos para este ano são continuar com o Tommy até começar outra vez no circuito, [acompanhar] o João em alguns torneios em que coincidimos, a [Sabine] Lisicki também me pediu ajuda, mas tenho de ver, porque também estou a fazer uma pós-graduação em medicina desportiva do exercício e não sei se dá para tudo. Tenho de conciliar".

O vianense, que continua ter Portugal como base apesar dos 'clientes' internacionais, confessou que "é muito trabalho", mas considerou que "quando se gosta o esforço é diferente".

Com um currículo invejável, Carlos Costa decidiu publicitar o seu trabalho, um hábito entre os 'funcionários' mais conhecidos dos bastidores do ténis.

"Foi mais para ter uma projeção lá fora. A maior parte das pessoas que estão no 'tour' tem, pelo menos, um cartão de visita e eu na altura não tinha. Criei o site para ter mais alguma visibilidade", resumiu.

Para já, a página www.carlos-costa.com tem-lhe garantido mais ofertas de trabalho, tanto a nível nacional, como internacional.

Depois de ter estado no Jamor com a seleção portuguesa da Taça Davis, que venceu Marrocos por 4-1 na primeira eliminatória do Grupo II da zona Europa/África, regressa agora às suas rotinas habituais.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

M