Cinco portugueses derrotados em finais de singulares da Copa Ibérica

Único título surgiu em pares

Os portugueses Isaura Maria Forte Faria, Susana Marques, Luísa Gouveia, Tiago Vasquez e Nuno Allegro acabaram todos derrotados nas finais dos respetivos escalões. De todos os atletas nacionais em ação na variante de singulares da última jornada da 37.ª edição da Copa Ibérica, apenas Luísa Gouveia, primeira cabeça de série, conseguiu vencer um set, em +50, diante da espanhola Cristina Almirall-Garbayo, cedendo por 7-5, 6-7 (6) e 6-3.

No escalão de +70, Nuno Allegro, antigo campeão da prova, foi obrigado a desistir durante a final disputada com o alemão Hans-Peter Balke, primeiro cabeça de série. O português abandonou o encontro a 2-6 e 0-2 devido a taquicardia. Já no grau de +40, o tenista luso Tiago Vasquez também não resistiu e foi superado pelo egípcio Amr Hazem, por 6-4 e 6-4.

Nos restantes duelos que envolvem jogadores portugueses, a final feminina de +35 foi totalmente dominada pela romena Alina Camelia Stroui, primeira pré-designada, frente à portuguesa Isaura Maria Forte Faria, ultrapassada por 6-0 e 6-0. Em +40, Susana Marques também não conseguiu vencer a final no embate com a italiana Luisa Gioia e perdeu por 6-3 e 6-4.

Em pares, os portugueses Paulo Travassos e Vasco Graça foram os únicos jogadores portugueses a sagrarem-se campeões no Jamor. A dupla cem por cento nacional, a jogar junta pela primeira vez, defendeu o estatuto de segunda favorita à vitória final e derrotou o sueco Jorgen Aberg e o belga Daniel Tissons, principais candidatos aos títulos, pelos parciais de 6-2 e 6-0.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.