Federer e Nadal desvalorizam ar impróprio

Tenistas relativizam o drama ‘criado’ em torno do assunto

• Foto: EPA

Roger Federer e Rafael Nadal foram criticados nos últimos dias pelo facto de não terem vindo a público criticar as condições de jogo em que foram realizados os primeiros encontros da fase de qualificação do Open da Austrália, mas tanto o suíço como o espanhol relativizam o drama ‘criado’ em torno do assunto.

"Vão à rua e perguntem às pessoas que vivem aqui se é perigoso viver cá. Essa não é uma pergunta para fazer a atletas, que estão aqui só durante algumas semanas e em condições privilegiadas", disparou ontem Federer, antes de lembrar a reunião com os jogadores tida na véspera. "Foi-nos dito que tem havido edições de Jogos Olímpicos com qualidade do ar muito inferior e que neste momento estamos com níveis saudáveis. Foi-nos garantido que em nenhum momento a qualidade do ar colocou em risco a saúde dos jogadores."

Nadal, número 1 do Mundo, alinha pelo mesmo discurso de Federer. "Soube dos problemas e perguntei ao diretor do torneio aquilo que se passava. Recebi uma resposta que me convenceu. Eles disseram-me que a questão do ar está a ser monitorizada e que o Comité Olímpico diz que até um AQI [Air Quality Index] de 300 pode competir-se. Aqui o mais alto que esteve foi ligeiramente acima de 200. Vou confiar."

O quadro principal do Open da Austrália arranca na próxima madrugada (meia-noite). João Sousa só joga terça-feira.

Por José Morgado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.