Grigor Dimitrov está recuperado da Covid-19

Búlgaro foi o primeiro dos casos confirmados do Adria Tour

• Foto: USA TODAY Sports

O búlgaro Grigor Dimitrov está recuperado da covid-19, anunciou esta segunda-feira o 19.º tenista do 'ranking' mundial, o primeiro dos casos confirmados do Adria Tour, na sua conta na rede social Instagram.

"Acabo de receber ótimas notícias do médico aqui no Mónaco: dei negativo para a covid-19", escreveu.

Grigor Dimitrov anunciou, em 21 de junho, que testou positivo à covid-19, depois de participar no Adria Tour, em Zadar, na Croácia, um evento de exibição organizado pelo sérvio Novak Djokovic, líder da hierarquia.

"Obrigada a todos pelo apoio nas últimas semanas durante a minha quarentena. Estou ansioso de voltar a treinar o mais rapidamente possível, de modo a estar preparado para a temporada norte-americana de piso rápido", acrescentou o semifinalista do US Open de 2019.

O caso positivo de Grigor Dimitrov, o primeiro entre os tenistas que participaram no Adria Tour, levou ao cancelamento, antes da final, da etapa de Zadar, assim como das etapas seguintes, previstas para Sarajevo (27 e 28 de junho) e Banja Luka (4 e 5 de julho), do torneio de exibição de ténis nos Balcãs organizado por Djokovic.

Nos dias seguintes foram conhecidos mais resultados positivos, nomeadamente dos tenistas Borna Coric, Viktor Troicki e Djokovic, além das respetivas mulheres. Muito criticado nas redes sociais, o número um mundial admitiu ter errado ao organizar "demasiado cedo" o Adria Tour.

Djoko, que já está recuperado da covid-19, mostrou-se "triste" com a situação e aconselhou todos os que assistiram ao torneio a "serem testados e a respeitarem o distanciamento".

Além de jogos de exibição, aos quais o público assistiu sem máscaras ou distanciamento social, o torneio incluiu também eventos fora dos courts, como jogos de futebol e de basquetebol com todos os tenistas, incluindo o sérvio que lidera a hierarquia ATP, e festas em discotecas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 569 mil mortos e infetou quase 13 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas