Jogadores e instituições arrasam Roland Garros e franceses

Em causa adiamento do torneio para 20 de setembro, sem consultar ninguém

• Foto: EPA

A decisão unilateral de Roland Garros em adiar o seu torneio de 25 de maio para 20 de setembro, atropelando mais de uma dezena de torneios ATP e WTA agendados para essas datas, está a gerar uma verdadeira guerra entre as principais entidades do ténis mundial, em tempo de crise.

Jogadores, treinadores e principais entidades da modalidade criticaram a atitude da Federação Francesa de Ténis, que não consultou ninguém na hora de decidir. "Em tempos como este, é fundamental haver união. Jamais será tomada qualquer decisão de forma unilateral da nossa parte", pode ler-se no comunicado assinado ontem em conjunto pelo ATP, WTA e ITF, em que também anunciaram a suspensão de todos os torneios até ao dia 7 de junho.
 
Federer abre guerra

Roger Federer ainda não falou sobre toda esta situação... mas já agiu. O suíço é um dos sócios da Laver Cup, que reúne os melhores jogadores do Mundo todos os anos e que tem sido um autêntico sucesso nos últimos anos.

A quarta edição da prova está agendada de 25 a 27 de setembro (durante a nova data de Roland Garros) em Boston e já estava há muito esgotada. Federer já tinha garantido a sua presença e não deverá mudar de ideias.

Ontem mesmo a Laver Cup, tutelada pelo ATP, reforçou a sua intenção de se disputar nas datas previstas.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.