Jornalistas chineses garantem que tenista desaparecida está em casa e que vai aparecer em breve

Peng Shuai acusou ex-governante do país de abusos sexuais e desde então ninguém sabe do seu paradeiro

• Foto: Reuters
O misterioso desaparecimento de Peng Shuai está a gerar enorme preocupação ao nível internacional, com vários tenistas e diversas organizações a pressionarem o governo chinês sobre o paradeiro da tenista. E este sábado o diretor de um jornal do país, afeto ao governo, veio a público garantir que Peng Shuai "está em sua casa e vai aparecer brevemente em público".

O jornalista Hu Xijin, que cita as suas "fontes", assegura que a jogadora "ficou em casa nos últimos dias porque não queria ser incomodada". "Vai aparecer em público e participará em algumas atividades", acrescentou o profissional, que trabalha no 'Global Times'.

Ontem à noite foram divulgadas no Twitter - uma rede social proibida na China - umas supostas fotografias da antiga número um mundial de pares, em que Peng Shuai surgia rodeada de peluches a desejar um "bom fim de semana" aos seus seguidores no Wechat.

As imagens foram partilhadas pelo jornalista Shen Shiwei, do canal estatal CGTN.  

Recorde-se que a jogadora desapareceu depois de acusar, a 2 de novembro, o ex-vice-primeiro ministro do país, Zhang Gaoli, de ter abusado sexualmente dela. A publicação de Peng Shuai desapareceu da internet 20 minutos depois de ter sido publicada.


Por Record
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas