Maria Sharapova acusa doping

Tenista russa com controlo positivo durante o Open da Austrália

• Foto: Epa

A tenista russa Maria Sharapova, antiga número um mundial e atualmente na sétima posição do 'ranking' mundial, assumiu esta segunda-feira que teve um controlo antidoping positivo durante o Open da Austrália.

Sharapova, de 28 anos, revelou que teve um controlo positivo a meldonium, uma substância que toma desde 2006, mas que se tornou proibida no início deste ano, assumindo que não tinha visto a lista atualizada de produtos proibidos. "Ficava doente com muita frequência e tinha défice de magnésio no organismo, assim como um historial de diabetes na família. Havia mesmo sinais de diabetes. Este foi um dos medicamentos, assim como outros, que me prescreveram", afirmou Sharapova.

"Falhei no controlo e assumo totalmente a responsabilidade por isso", disse Sharapova, em conferência de imprensa, realizada em Los Angeles. Considerando que cometeu um "erro enorme", a russa considera que deixou ficar mal os seus fãs e o seu desporto, que joga desde os quatro anos e que adora "profundamente". "Sei que, devido a isto, enfrento consequências e não queria acabar a minha carreira desta forma. Realmente espero que me seja dada uma nova hipótese de jogar este jogo", disse Sharapova, que acrescentou que desconhece qual será o seu castigo e que está a colaborar com a Federação Internacional de Ténis (ITF).

A russa, de 28 anos e que venceu cinco torneios do 'Grand Slam', foi eliminada nos quartos de final do Open da Austrália, que se disputou no final de janeiro.

Por Lusa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0