Mariam Bolkvadze sobe no ranking após vitória

2.º Óbidos Ladies Open

A georgiana Mariam Bolkvadze aproveitou da melhor maneira a sua passagem por Portugal e poderá vir a subir 66 lugares no ranking mundial, depois de, em duas semanas consecutivas, ter sido vice-campeã e campeã dos dois torneios da série Óbidos Ladies Open.
 
A jogadora de 21 anos era a 285.ª classificada quando a série começou, passou hoje (segunda-feira) para 252.ª, depois de contabilizados os pontos da presença na final no 1.º Óbidos Ladies Open, disputada no Clube de Ténis das Caldas da Rainha, e prevê-se que possa saltar para o top-220 de hoje a oito dias, quando forem somados os pontos da sua vitória no 2.º Óbidos Ladies Open, realizado na academia de ténis do Bom Sucesos Resort.
 
«Há muito tempo que eu queria vencer um torneio de 25 mil dólares em prémios monetários (pouco mais de 23 mil euros). Era algo que estava a tornar-se importante na minha cabeça, até porque já tinha chegado a duas finais em semanas anteriores a esta», disse Mariam Bolkvadze, depois de conquistar o quinto título da sua carreira em eventos do calendário da Federação Internacional de Ténis (ITF), mas o mais importante de todos.
 
«Foi por isso que estive um pouco nervosa no início da final», acrescentou a jogadora da Geórgia, que reside em Londres desde os 13 anos, e que na final do 2.º Óbidos Ladies Open derrotou a espanhola Nuria Parrizas-Diaz por 6-2 e 7-6 (7/5), em 1h47.
 
A antiga vice-campeã de pares de Wimbledon no escalão de sub-18 já conhecia a especificidade dos courts de relva sintética do Bom Sucesso Resort e gosta de competir nestes torneios apoiados pela Federação Portuguesa de Ténis, mas não tem a certeza de voltar em duas semanas para mais uma série de mais dois torneios.
 
«Vim cá no ano passado (foi semifinalista em setembro) e gostei. Adoro o resort porque é confortável para as jogadoras. As villas são muito bonitas, estão mesmo perto dos campos de ténis, os preços não são caros se comparados com outros torneios e o ambiente é muito calmo. Mas não sei se voltarei em maio, porque o meu ranking vai subir e poderei entrar diretamente em torneios de cotação superior aos W25, mas gostaria de regressar», sublinhou a simpática georgiana que não perdeu qualquer set em cinco encontros disputados.
 
Foram duas semanas em grande e também na variante de pares. Ao lado da eslovena Nastja Kolar, só perdeu na final do 2.º Óbidos Ladies Open diante da dupla formada pela britânica Emily Webley-Smith e pela georgiana Sofia Shapatava por 6-1, 2-6 e 11/9. Mariam Bolkvadze esteve mesmo muito perto da "dobradinha" pois no "match tie-break" que decidiu a final de pares chegou a liderar por 8/6, antes das adversárias darem a volta ao resultado.
 
Pedro Portugal, o presidente-executivo do Bom Sucesso Resort, frisou várias vezes que pretende que «Óbidos Ladies Open se consolide como uma marca de prestígio no calendário feminino da Federação Internacional de Ténis» e estes dois eventos de 2019 vieram reforçar essa ideia. Maryna Zanevska, a vencedora da primeira semana, é uma jogadora credenciada que já tinha no seu palmarés um título de 100 mil dólares e, agora, este triunfo de Mariam Bolkvadze poderá lançar esta jovem para uma carreira que promete. Os 2.º e 4.º Óbidos Ladies Open estão marcados de 6 a 19 de maio.

Por Hugo Ribeiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.