Medvedev vence Diego Schwartzman e continua invicto nas ATP Finals

Em estreia na prova, o tenista argentino foi eliminado sem vencer um único duelo

• Foto: Action Images

O tenista russo Daniil Medvedev mantém-se invicto nas ATP Finals, depois de esta sexta-feira ter vencido o argentino Diego Schwartzman, que se despediu da sua estreia na competição sem qualquer vitória.

Já apurado para as meias-finais, o número 4 mundial esteve indomável, apoiando-se no seu serviço para impor a Schwartzman um duplo 6-3, em uma hora e 14 minutos.

Medvedev, que no ano passado, na sua estreia, saiu da O2 Arena de Londres sem qualquer triunfo, é o único jogador 100% vitorioso no final da fase de 'round robin' desta edição das ATP Finals, não tendo mesmo cedido qualquer 'set' nos três encontros que disputou no grupo Tóquio1970.

Já Diego Schwartzman, que só marcou presença na competição que reúne os oito melhores tenistas da temporada devido à ausência por lesão do suíço Roger Federer, despediu-se de Londres sem glória.

"Joguei muito bem nos encontros anteriores, queria ganhar este também. Estou muito feliz por tê-lo conseguido. Penso que servi realmente bem, o que me ajudou bastante durante a partida", declarou Medvedev.

O russo, vencedor há pouco mais de uma semana do Masters 1.000 de Paris, vai defrontar o espanhol Rafael Nadal, número dois mundial, nas meias-finais, enquanto o líder do 'ranking' ATP, Novak Djokovic, irá defrontar o austríaco Dominic Thiem, 3.º da hierarquia, no outro embate das 'meias'.

É a primeira vez desde 2004 que os primeiros quatro tenistas do 'ranking' estão nas meias-finais das ATP Finals, e a segunda desde 1990.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.