Mundiais de Veteranos: Nuno Delfino e Isabel Cunha de Eça nos oitavos-de-final

Ex-campeões nacionais estão a fazer provas notáveis e nunca chegaram tão longe

• Foto: Beatriz Ruivo

Nuno Delfino está a participar pela primeira vez num Campeonato do Mundo Individual de Veteranos. Isabel Cunha de Eça compete apenas pela segunda vez e há dez anos que não entrava em nenhum. Ambos estão a superar todas as adversidades e vão jogar amanhã (quarta-feira) os oitavos de final da 39.ª edição do ITF Seniors World Individual Championship, que a Federação Portuguesa de Ténis (FPT) está a organizar até ao próximo Sábado, em Portugal.
 
Isabel Cunha de Eça teve hoje um dia de descanso de singulares (embora tenha atuado em pares), o que foi importante para tentar debelar uma ferida num pé que afeta a sua movimentação. A ex-campeã nacional vai defrontar uma adversária extremamente complicada, a australiana Leanne Scott, a 8.ª cabeça de série, 10.ª do ranking mundial no escalão de +60, que este ano já foi 6.ª e que só na presente temporada já atingiu uma final e mais três meias-finais em torneios de seniores da ITF.
 
O grande herói do dia foi Nuno Delfino, o 409.º classificado no ranking mundial da categoria de +50, que desde que começaram estes Mundiais (por equipas e individual) já somou seis vitórias de singulares em sete encontros, deixando pelo caminho adversários bem mais cotados.
 
Foi o caso do seu opositor de hoje, o australiano Matt Ilott, o 15.º cabeça de série e 35.º do ranking mundial, que este ano já alcançou uma final e três meias-finais em torneios ITF. Nuno Delfino teve o condão de tornar fácil o que poderia ter sido complicado e venceu pelos expressivos parciais de 6-1 e 6-3.
 
«Percebi que ele é típico australiano, gosta de subir à rede, e foi importante ter arrancado uns bons passing-shots logo no início do encontro. Tive de controlar esses ímpetos dele e ao fundo do court senti que era superior a ele. No segundo set cheguei a estar com break abaixo mas disse que era preciso voltar a concentrar-me na mesma estratégia do primeiro set e deu resultado», disse o ex-campeão nacional.
 
Nos oitavos de final o algarvio tem pela frente o holandês Bart Theelen, um jogador que, tal como Nuno Delfino, tem uma classificação internacional enganadora (344.º), pois ainda há três anos era 4.º no ranking. Isso viu-se, aliás, já esta semana, pois eliminou na segunda ronda o atual n.º8 do ranking, o espanhol Jorge Tagliaferro, por 6-4, 2-6 e 6-4.
 
«Isto tem de ser gerido dia a dia porque o esforço tem sido enorme e já começo a sentir dores na anca», disse Nuno Delfino, que está ainda em prova também em pares masculinos, igualmente nos oitavos de final, com os parceiros Vasco Graça e Isabel Pinto, respetivamente. E até aí tem surpreendido pois em ambas as variantes já deixou pelo caminho os primeiros cabeças de série.
 
Nos restantes cinco encontros em que estiveram envolvidos jogadores portugueses registaram-se derrotas nacionais: Em femininos +60, em encontros disputados no CIF, a campeã nacional Carmo Santos perdeu com a Fiona Walker, a 5.ª tenista mundial, por 6-0 e 6-2; e Marília Madeira Pinto claudicou ante a britânica Jenny Chin por 6-0 e 6-0. Em encontros disputados no Estádio Nacional, em masculinos +50, Pedro Martins perdeu com o letão Egils Valeinis, o 14.º cabeça de série, que há um ano ainda era top-10, por 6-4 e 6-0; e Carlos Santos foi eliminado por 6-0 e 6-0 pelo espanhol Marcos Perez Hubert, que no ano passado foi semifinalista no Mundial na Alemanha.
 
Também afastado em +55 foi Paulo Travassos, mas o campeão nacional merece menção especial, por ter dado imenso que fazer o francês campeão do Mundo por equipas na semana passada, Franck Hervy, o 6.º cabeça de série. Hervy, que já foi n.º2 mundial e este ano ganhou o Open de França de seniores, esteve a perder por 2-1 no terceiro set antes de Travassos acusar o cansaço e a súbita mudança de ritmo do gaulês, vencedor por 6-3, 4-6 e 6-2.
 
Os Mundiais Individuais incluem ainda pares femininos, pares masculinos, pares mistos e consolações, num total de 22 torneios em simultâneo e recomeçam amanhã (quarta-feira) no Jamor e no CIF a partir das 9h00.

Por Hugo Ribeiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.