Nadal a três 'passos' de voltar ao topo

Espanhol volta a ser n.º 1 se chegar às meias-finais em Montreal mas tem Coric logo no 1.º encontro

• Foto: Reuters
É o assunto do momento no ténis mundial: Rafael Nadal, que terminou a temporada de 2016 fora do top 8 e muito longe da liderança do ranking, ocupada por Andy Murray e Novak Djokovic, tem esta semana a sua primeira oportunidade de ‘assaltar’ o topo da classificação pela primeira vez desde junho de 2014.

Com a desistência de Andy Murray do ATP Masters 1.000 de Montreal, devido a uma lesão na anca direita que o tem afetado nos últimos meses, Nadal pode passar já esta semana para número 1 se chegar às meias-finais, ou seja, se vencer três encontros.

O primeiro joga-se hoje ao final da noite, diante do croata Borna Coric, de 20 anos, um dos jovens talentos do circuito mundial, com quem tem um confronto direto... negativo. O atual número 55 ATP venceu dois dos três encontros contra Nadal, incluindo o último, nos oitavos-de-final de Cincinnati, em 2016.

"Não penso no número 1 do ranking. Para já quero apenas jogar ténis e ser feliz em campo. Mas é claro que é fantástico estar tão perto do topo tendo em conta o que se passou nos últimos tempos. Com o passar da idade, vou desfrutando muito mais destas pequenas conquistas, mas ser número 1 não é prioridade", garantiu em conferência de imprensa antes do torneio. Juan Martín del Potro e Milos Raonic são outros dos jogadores presentes na sua secção do quadro que poderão impedi-lo a chegar a número 1.

Federer torce... por Nadal

Roger Federer, que também terá as suas chances de voltar ao topo (mas não esta semana), admite que está a torcer por Nadal. "Seria incrível se ele voltasse ao topo, totalmente merecido. Mas o Murray também merece lá estar."
Por José Morgado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas