Record

Nega à Taça Davis de Piqué

Roger Federer e Novak Djokovic dizem que não vão jogar a 1.ª edição do novo modelo da prova

• Foto: Getty Images
O futebolista do Barcelona Gerard Piqué é o rosto mais conhecido da ‘nova’ Taça Davis, mas nem por isso é agregador do consenso à volta da prova. E já há vários jogadores a renunciaram à 1ª edição do novo modelo competitivo, evocando quase todos eles a data em que vai decorrer: em novembro, depois das ATP Finals.

Entre os que já deram nega estão dois dos melhores jogadores de sempre: Roger Federer e Novak Djokovic, que seguem o exemplo do alemão Alexander Zverev. Ou seja, três dos cinco primeiros do ranking mundial não vão.

"Não creio que seja uma competição feita para mim. Acho que é mais para as novas gerações. Não sei se vou jogar em terra batida no próximo ano. Mas, sinceramente, duvido que vá", admitiu o suíço, que ainda assim deixou palavras de ‘conforto’ para a nova prova.

"Não vai ser a Taça Davis que conhecíamos, mas há que dar uma oportunidade e espero que tenha êxito e que os adeptos gostem."

Já Djokovic foi mais longe, ao revelar preferir outra competição. "A data parece-me má, ainda mais para os jogadores de topo. Entre os dois eventos, eu vou dar prioridade à World Team Cup, porque é do ATP World Tour", confessou o sérvio, referindo-se a uma outra competição de seleções disputada no início de janeiro, que vai substituir a Hopman Cup.

Não é de crer, contudo, que o espanhol Rafael Nadal, nº1 ATP, siga Federer e Djokovic no que à nova Davis diz respeito: é amigo de Piqué e porque as duas primeiras edições são em Madrid e deverão disputar-se em terra batida, onde se sente como peixe na água.

Competição

No que à competição diz respeito, Roger Federer, campeão em título, precisou de suar para se apurar para os quartos de final do ATP 1.000 de Xangai. O suíço voltou a apresentar-se muito irregular mas foi capaz de ultrapassar o espanhol Roberto Bautista Agut (28º), com os parciais de 6-3, 2-6 e 6-4.

Mais fácil foi o triunfo de Novak Djokovic sobre o italiano Marco Cecchinato (21º) por 6-4 e 6-0.

Já o argentino Juan Martín del Porto (3º) desistiu no encontro frente ao croata Borna Coric (14º), devido a lesão.
Por Ana Paula Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas