Portugal acolhe campeonato do mundo para veteranos em 2019

Líder da FPT destacou a oportunidade de receber "algo inédito"

O presidente da Federação Portuguesa de Ténis (FPT) anunciou esta quarta-feira a realização do campeonato do mundo de veteranos no Clube Internacional Foot-Ball (CIF), em Lisboa, e no Estádio Nacional, em Oeiras, de 4 e 17 de agosto de 2019.

"Ganhámos o concurso para a organização do campeonato do mundo de veteranos. Foi-nos atribuído um dos eventos com mais prestígio e mais participantes, entre outras candidaturas, que será em Portugal pela primeira vez. É um evento, entre outros, apoiado pela cidade de Lisboa, capital Europeia do Desporto 2021, e é para nós também um grande gosto receber a prova", afirmou Vasco Costa.

O líder da FPT destacou a oportunidade de receber "algo inédito" em Portugal, durante uma conferência de imprensa na Câmara Municipal de Lisboa (CML).

Além do campeonato do mundo de veteranos, que é disputado em três categorias (cada uma com vários escalões etários) por mais de 600 atletas, o dirigente revelou ainda que Portugal vai voltar a receber no próximo ano, na Vilamoura Tennis Academy, "a 'pool' europeia do campeonato do mundo de ténis em cadeira de rodas", e é candidato a receber a fase final da mesma competição em 2020.

Em 2019, além do Mundial de veteranos, Vasco Costa lembrou ainda "o trabalho árduo dos últimos anos da FPT junto da Federação Internacional de Ténis (ITF), não só para manter relações próximas, como na organização de vários eventos desportivos internacionais", e que permitiu a Portugal ser o país anfitrião da próxima Assembleia Geral (AG) do organismo, que será realizada em Lisboa, contemplando a eleição do próximo presidente da ITF para um mandato de quatro anos, e ainda a eleição do 'board of directors'.

"A nossa candidatura foi apresentada há mais de um ano e foi bastante renhida, já que concorreu com outros 14 países. Teria de ser organizada na Europa ou em África e diria que foi um trabalho árduo. Se olharmos ao calendário competitivo deste ano vamos conseguir realizar 44 torneios ITF, 22 masculinos e 22 femininos, bem como o campeonato do mundo em cadeira de rodas, que nos tem valido críticas bastante positivas por parte da ITF", enumerou Vasco Costa, defendendo ser "um conjunto de iniciativas e eventos que deu alguma confiança à ITF para a AG ser em Portugal".

Um conjunto de iniciativas que chegou a surpreender Filipe Pais, chefe de gabinete do secretário de Estado da Juventude e do Desporto.

"Este é o exemplo muito evidente do que é interpretar bem o estatuto de Utilidade Pública Desportiva. A legitimidade e credibilidade nacional já são de alguma forma reconhecidas. Estamos num processo de ter uma parceria para que a FPT, em conjunto com o Estado, possa fazer a gestão do Centro de Alto Rendimento do Jamor", revelou Filipe Pais.

Já Duarte Cordeiro, vice-presidente da CML, destacou que a organização destes eventos só é possível "pelo reconhecimento internacional da FPT, numa altura boa para a modalidade, em que vários atletas têm mostrado valor, e para Lisboa, Capital Europeia do Desporto em 2021".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.