Radwanska de volta a Óbidos e à final

Antiga n.º1 mundial e campeã de Wimbledon de sub-18 gosta de relva sintética

• Foto: Carolina Cunha

Urszula Radwanska maravilhou todos aqueles que viram-na atuar no ano passado no Bom Sucesso Resort e regressou esta semana para competir no 3.º Óbidos Ladies Open, o torneio internacional feminino, a contar para o ranking mundial, de 25 mil dólares em prémios monetários, que termina com as finais neste domingo.

"Decidi voltar porque no ano passado joguei bem aqui, fiz final e meia-final em dois torneios disputados. Gosto muito deste piso (de relva sintética) mas também gosto muito do resort e do ambiente do clube. E acho que fiz a escolha correta porque estou de novo na final e estou muito contente com isso", disse a polaca de 28 anos, em exclusivo para Record.

"Ula", como é conhecida no circuito, é uma estrela do ténis feminino. Nos seus tempos de sub-18 foi n.º1 mundial, ganhou o torneio de Wimbledon e foi finalista do US Open. Gosta de superfícies rápidas e adapta-se bem, por isso, à relva sintética da academia de ténis do Bom Sucesso.

Hoje foi um dia duro para a mais nova das irmãs Radwanska ("Aga", a mais velha, já encerrou a carreira, devido a lesões), pois, devido à chuva dos últimos dias, foi necessário efetuar-se hoje uma jornada dupla, com quartos de final, seguidos de meias-finais.

A antiga 29.ª classificada do ranking mundial, que devido a lesões e a outros motivos caiu no ranking, sendo esta semana a 301.ª, venceu os seus dois encontros, mas irá para a final bastante desgastada.

Nos quartos de final, Radwanska, a quarta cabeça de série, precisou de duas horas e 56 minutos para superar a norte-americana Maria Sanchez, a sexta jogadora da prova, por 7-6 (7/4), 2-6 e 6-2. Depois, nas meias-finais, vergou a a britânica Emily Webley-Smith 6-3 e 6-4 em uma hora e 41 minutos.

"Foi muito duro ter de jogar dois encontros hoje, especialmente porque o primeiro foi muito longo e estava muito cansada quando acabou. Mas na meia-final tentei mesmo não pensar nisso. Não foi fácil porque as condições de jogo estavam difíceis devido ao vento e isso forçou-me a estar ainda mais concentrada. Joguei bem nos dois encontros e estou mesmo entusiasmada por ir jogar a final amanhã", disse Radwanska, que vai jogar a sua terceira final de 2019 em torneios a contar para o ranking mundial.

A estrela do ténis polaco tentará conquistar o seu segundo título do ano frente a outra jogadora que, tal como ela, é talentosa e adapta-se bem à relva sintética do Bom Sucesso Resort, a turca Pemra Ozgen, que ganhou um dos Óbidos Ladies Open em 2018.

Ozgen, detentora de uma linda esquerda a uma mão, é a atual 252.ª no ranking mundial e a terceira cabeça de série esta semana. Nos seus dois duelos deste sábado, derrotou a suíça Susan Bandecchi por 7-6 (7/3) e 6-3, e a primeira cabeça de série, Valentini Grammatikopoukou por 6-3 e 6-4.

A final de singulares está marcada para as 11h00 deste domingo, seguida da de pares, sem qualquer presença portuguesa.

Hoje, nas meias-finais de pares, as duas internacionais portuguesas da Fed Cup, Francisca Jorge e Maria Inês Fonte, estiveram quase a passar à final, mas acabaram eliminadas pela colombiana Maria Fernanda Gonzalez e pela italiana Martina Colmegna por 1-6, 7-5 e 10/3.

Por Hugo Ribeiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.