Rui Machado aponta à história

Portugal em Astana na Taça Davis

• Foto: Fernando Ferreira

Rui Machado, antigo top 60 ATP, estreia-se este fim de semana como selecionador nacional na Taça Davis, numa eliminatória frente ao Cazaquistão que pode colocar Portugal na primeira edição das Davis Cup Finals, a nova ‘versão’ do Grupo Mundial.

"A expectativa é disputar uma excelente eliminatória e sair do Cazaquistão com a vitória. Sempre que jogamos a Taça Davis é para dar o máximo, representar Portugal da melhor maneira e, se possível, fazer história. E, nesta eliminatória, pode fazer-se história", confessou.

João Sousa, Pedro Sousa, Gastão Elias e João Domingues são os representantes lusos que hoje vão a sorteio. Machado elogia-os. "O João Sousa continua a fazer história. O Pedro iniciou a época em piso rápido e fez o último jogo com o De Minaur, que estava em excelente forma. Apesar da derrota, fez um grande encontro. O Domingues fez três duelos muito competitivos no Open da Austrália e ficou à porta do quadro principal. E o Gastão Elias, que jogou alguns torneios nos Estados Unidos, já fez umas meias-finais num Challenger e parece estar no caminho certo para voltar ao seu melhor", avaliou.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.