Serena Williams lamenta 'caso' Carlos Ramos

Sem nunca referir o nome do português ou a situação, ex-número 1 admitiu que se excedeu

• Foto: USA TODAY Sports

A enorme polémica entre Serena Williams e o árbitro português Carlos Ramos na final do US Open do ano passado foi um dos temas incontornáveis da época de ténis em 2018. A campeoníssima norte-americana, de 37 anos, chamou o árbitro português de ‘mentiroso’ e ‘ladrão’ sem nunca depois se retratar, mas parece disposta a deitar isso tudo para trás das costas. Até porque, garante, não havia razão para tanto drama.

"Os Grand Slams são a coisa mais importante para mim e no ano passado estive muito perto de vencer dois, logo depois de ser mãe, o que foi incrível. Em vez de perceber que aquilo que estava a fazer era incrível, fiquei muito irritada pela forma como deixei escapar a oportunidade. Não sei porque fiz tudo aquilo", confessou a norte-americana, em declarações ao programa ‘Today’s Show’, sem nunca se referir concretamente ao árbitro português ou à japonesa Naomi Osaka, que acabou por ser afetada por todo o escândalo.

Recorde-se que Carlos Ramos, que se limitou a cumprir as regras na final do US Open, atribuindo três penalizações do código de conduta – coaching, abuso de raqueta e abuso de linguagem – durante o encontro, acabou por sair escoltado do court. Williams transformou a situação num caso de sexismo que correu o Mundo.

Por José Morgado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.