Sharapova alterava a dosagem de Meldonium consoante o encontro

Substância só passou a ser ilegal a partir de 2016

Maria Sharapova foi suspensa esta quarta-feira por dois anos, a partir de janeiro de 2016, mas o longo documento publicado pela Federação Internacional de Ténis revela alguns factos até hoje desconhecidos e que poderão ter levado a esta decisão inicial, da qual a russa já garantir ir recorrer.

Uma das passagens mais relevantes do comunicado é a indicação de que a russa alterava a dosagem de Mildronate (o produto com Meldonium que a antiga número um sempre tomou) consoante a importância do encontro em questão, citando uma carta do médico que receitou o medicamento, com data de 2006.

Por exemplo:

- Uma hora antes de cada encontro: dois comprimidos;

- Antes de encontros especialmente importantes: três ou quatro comprimidos;

- 30 minutos antes de uma sessão de treinos: um comprimido.


Outro dos fatores que terá piorado a situação da russa é o facto de ninguém da sua equipa técnica ter conhecimento de que Sharapova tomava a substância, com a exceção do seu pai e do seu agente, Max Eisenbud. 

Por José Morgado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.