Tsitsipas abate o rei Nadal

Tenista continua em grande

• Foto: Reuters

Se dúvidas ainda houvesse, Stefanos Tsitsipas voltou ontem a mostrar que não é o futuro, mas o presente do ténis mundial. O grego de 20 anos, campeão do Estoril Open há menos de uma semana, somou ontem a sua 8ª vitória seguida e qualificou-se para a final do ATP Masters 1000 de Madrid, a sua segunda em torneios desta categoria (depois de Toronto 2018).

O helénico, que também chegou às meias-finais de pares na capital espanhola, derrotou no encontro de acesso à final nada mais, nada menos, do que Rafael Nadal, nº 2 mundial, ex-campeão deste torneio e melhor jogador de sempre na superfície, por 6-4, 2-6 e 6-3, em 2h32, apesar do apoio de 12 mil espanhóis eufóricos que encheram a Caja Mágica.

"É a maior vitória da minha vida. É um alívio e uma sensação brutal", assegurou o grego, que já havia batido Roger Federer e Novak Djokovic em piso rápido nos últimos 9 meses e que na próxima semana vai atingir um novo máximo de ranking (7º ou 8º ATP).

Nadal, que segue sem ganhar títulos em 2019, estava desolado. "É uma oportunidade perdida. Já ganhei muito e agora não consigo fazê-lo. Tenho de aceitá-lo, mas vou tentar mudar isso."

Ora, o adversário do grego na final de hoje é precisamente... Novak Djokovic. O número 1 mundial recuperou de break abaixo em ambos os sets para bater Dominic Thiem, 5º ATP e carrasco de Federer nos ‘quartos’, por 7-6(2) e 7-6(4). Está na sua primeira final desde o Open da Austrália.

Sousa fica nas ‘meias’

João Sousa também perdeu nas ‘meias’, mas de pares. Ao lado do argentino Guido Pella, Sousa cedeu diante do austríaco Dominic Thiem e do argentino Diego Schwartzman, por 6-3 e 6-2. "Não foi um bom encontro. Independentemente do resultado, sinto que não joguei bem", contou-nos no final e já depois de... ter ido treinar após o encontro.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas