Turca Ozgen rejuvenesce em Óbidos

Veterana de 32 anos regressa ao Bom Sucesso, onde já jogou duas finais

Pemra Ozgen renasceu no regresso a Portugal e já está nos seus primeiros quartos de final da época no 1.º Obidos Ladies Open, um torneio do novo circuito da Federação Internacional de Ténis, o ITF World Tennis Tour, com 25 mil dólares em prémios monetários.

A sorridente turca de 32 anos chegou ao Bom Sucesso Resort com pouca confiança, depois de ter ganho apenas dois dos dez encontros de singulares que disputou este ano.

Mas, no regresso a um piso que lhe convém, já venceu outros dois duelos para colocar-se nos quartos de final.

Começou por bater a ucraniana Anastasiya Shoshyna por 6-4, 6-7 (4/7) e 6-1, desforrando-se da derrota que esta adversária lhe infligira em 2016, e nesta quinta-feira superou pela segunda vez a espanhola Nuria Parrizas-Diaz por 6-4 e 6-3.

Os quartos de final de sexta-feira poderão ter de ser disputados nas Caldas da Rainha, onde existem courts cobertos, devido às previsões de chuva, mas Pemra Ozgen deve estar a rezar para que seja possível jogar-se na academia de ténis do Bom Sucesso.

É curioso que a talentosa turca nunca tinha competido em relva sintética antes de há exatamente um ano vir jogar o 3.º Obidos Ladies Open de 2018. E saiu-se tão bem que chegou à final, onde só perdeu com a sua amiga Arina Rodionova, uma australiana que já viveu em Portugal.

«Nestes courts é uma boa ideia fazer variações de jogo e eu posso mudar o ritmo e a velocidade da bola», disse-nos, na altura, a turca que tem uma das esquerdas a uma mão mais bonita do circuito.

«Tinha uma esquerda a duas mãos e só aos 21 anos mudei para uma pancada a uma mão. Não tinha uma boa esquerda e agora está muito melhor», acrescentou a 233.ª do ranking mundial WTA.

Executada a uma mão, essa pancada ganhou agressividade e, sobretudo, variação, pois tanto a bate chapada, como em top-spin, como em ‘slice’, um efeito fundamental neste piso muito específico.

Meses mais tarde, em outubro de 2018, voltou para jogar outro Obidos Ladies Open de 25 mil dólares para conquistar o 15.º e último título internacional da sua carreira. Será que este regresso a Portugal e ao Bom Sucesso irá fazê-la dilatar esse palmarés?

Ozgen é a quarta cabeça de série do 1.º Obidos Ladies Open e nos quartos de final de sexta-feira defronta a britânica Eden Silva, a 462.ª classificada do ranking WTA, que derrotou a bicampeã nacional Francisca Jorge na última ronda da fase de qualificação.

Depois disso, Eden Silva levou de vencida duas espanholas: Julia Payola por 6-1 e 6-3, e Cristina Bucsa por 4-6, 7-6 (7/3) e 6-2.

A britânica de 23 anos deve estar sedenta de vingança, pois no único duelo anterior entre ambas levou para casa uma ‘bicicleta’ (6-0 e 6-0), no ano passado, noutro torneio de 25 mil dólares, em Inglaterra.

Nos encontros dos oitavos de final de quinta-feira, Cristina Bucsa foi a única cabeça de série eliminada (a 8.ª). De resto, destacam-se os sucessos das duas melhores tenistas em prova: a sérvia Dejana Radanovic (2.ª) e a espanhola Georgina Garcia-Perez (1.ª).

Por Hugo Ribeiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ténis

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.