Frederico Silva: «Quem me dera poder jogar mais vezes com jogadores como este»

Contente com a sua semana no Estoril

Frederico Silva, eliminado na segunda ronda pelo espanhol David Ferrer, fez um balanço muito positivo da sua passagem pelo Estoril Open, assumindo que a falta de experiência em torneios ATP pesou no desfecho do encontro desta quinta-feira.

"Agora que o torneio terminou para mim, acabou por ser uma semana muito positiva. Ter a oportunidade de jogar na segunda ronda com um jogador como o Ferrer foi ótima experiência. Quem me dera poder jogar mais vezes com jogadores como este. Acho que foi uma semana positiva", resumiu Silva, que perdeu por 6-3 e 6-4 com o quarto cabeça de série.

'Kiko', que era o último resistente entre os portugueses, reconheceu que começou mal o encontro e que demorou a entrar em jogo, apontando o quinto jogo do primeiro 'set' como o momento de viragem.

"A partir do 4-0, comecei a jogar melhor e no final do primeiro 'set' já estava a jogar a um bom nível. No início do segundo 'set', já estava um encontro equilibrado, a 50/50. Foi mérito meu entrar bem no segundo 'set'. Foi pena não ter conseguido o 'break' para ficar a liderar por 3-0. Mas nestas situações nota-se a diferença de experiência em torneios ATP", analisou.

Ainda assim, o 426.º jogador do 'ranking' mundial mostrou-se contente com o encontro que fez.

"Durante um 'set' e meio fiz um bom encontro. Acabo por sair com pena de não ter feito melhor no segundo parcial, porque sinto que podia ter ganhado o segundo 'set'", admitiu, indicando que apesar de ter preparado bem o duelo com Ferrer, nem sempre conseguiu colocar em prática o seu plano, devido ao nível "muito alto" a que jogou o 31.º tenista ATP.

Silva, que recebeu o último dos três 'wild cards' atribuídos pela organização, assumiu que a oportunidade de estar neste Estoril Open foi ótima para si.

"Ainda mais ganhando na primeira ronda. Mesmo no encontro de hoje, que perdi, senti que fiz um bom jogo, o que me dá confiança para o resto da temporada", acrescentou.

O tenista de 22 anos falou ainda sobre a visita de Marcelo Rebelo de Sousa, revelando que conheceu o Presidente da República e que espera que, numa próxima edição do Estoril Open, possa jogar com o Chefe de Estado a assistir.

'Kiko', que está em processo de recuperação de uma lesão no pulso esquerdo, quer agora transportar a boa fase que viveu no Clube de Ténis do Estoril para o resto da temporada.

"Estou bem fisicamente, o meu pulso tem estado bem. Neste momento, o mais importante é não ter dores. É ótimo voltar a jogar sem sentir dores. Vou jogar torneios 'future' e procurar voltar ao meu 'ranking' e assim que tiver classificação voltar a apostar nos 'challengers'", contou.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Estoril Open

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.