Djokovic não teve vida fácil para chegar aos "quartos"

Sérvio bateu Gilles Simon em mais de 4 horas e meia

• Foto: Reuters

Novak Djokovic, número um do mundo, foi este domingo obrigado a aplicar-se a fundo para ultrapassar em cinco sets o francês Gilles Simon e apurar-se para os quartos de final do Open da Austrália.

Claro favorito a revalidar o título em Melbourne, Djokovic viu-se obrigado a disputar uma batalha de 4:32 horas para superar o 14.º cabeça de série do primeiro Grand Slam da temporada, vencendo com os parciais de 6-3, 6-7 (1-7), 6-4, 4-6 e 6-3.

"Frente a um jogador como o Gilles, temos de nos preparar para longas trocas de bola. Ele obriga-nos sempre a jogar um pouco mais", disse no final Djokovic, que marcou encontro nos quartos de final com o japonês Kei Nishikori, sétimo pré-designado.

Frente ao nono jogador do torneio, o francês Jo-Wilfried Tsonga, Nishikori colocou em campo o seu melhor ténis na presente edição da prova, vencendo o gaulês em cerca de 2:00, com os parciais de 6-4, 6-2 e 6-4.

"Hoje realizei um dos melhores encontros desta semana, joguei um bom ténis ao longo dos três sets ", disse Nishikori, que atinge pela terceira vez os quartos de final do torneio, quinta vez em Grand Slams.

Noutro encontro dos oitavos de final, o checo Tomas Berdych, sexto cabeça de série, foi obrigado a um quinto set para afastar o espanhol Roberto Bautista, vencendo ao final de 3:18 horas, com os parciais de 4-6, 6-4, 6-3, 1-6 e 6-3, defrontado na ronda seguinte o vencedor do embate entre o suíço Roger Federer ou o belga David Doffin.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Open da Austrália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.