Federer: «Nem nos meus melhores sonhos pensei que iria chegar tão longe na Austrália»

Garante presença na final após bater Stanislas Wawrinka

A carregar o vídeo ...
Federer leva Wawrinka ao desespero... e a partir a raqueta

Com um pouco habitual estatuto de 17.º cabeça de série, o suíço Federer ultrapassou, após uma 'maratona' de três horas e quatro minutos, o compatriota Stanislas Wawrinka, quarto pré-designado, por 7-5, 6-3, 1-6, 4-6, 6-3, garantindo a presença na final do Open da Austrália.

"Eu nunca, nem nos meus melhores sonhos, pensei que iria chegar tão longe na Austrália e aqui estou eu. É incrível. Estou tão feliz", disse, no final da partida, Federer.

Recordista de títulos do 'Grand Slam', com 17 troféus, Federer, de 35 anos, não chegava a uma final de um 'major' desde o Open dos Estados Unidos de 2015, sendo que não conquista qualquer título num dos quatro principais torneios desde Wimbledon de 2012.

Federer entrou muito bem no encontro e venceu os dois primeiros 'sets', parecendo caminhar para um triunfo tranquilo, mas Wawrinka 'despertou' e igualou o encontro.

No derradeiro parcial, quando Federer aparentava estar fisicamente mais desgastado, Wawrinka, quatro anos mais novo, permitiu uma quebra de serviço no sexto jogo do último 'set' - deu o ponto ao adversário com uma dupla falta -, vantagem que o antigo líder do 'ranking' não desperdiçou.

Na final, o tenista de Basileia vai defrontar o espanhol Rafael Nadal, nono pré-designado, ou o búlgaro Grigor Dimitrov, 15.º, que se defrontam na sexta-feira.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Open da Austrália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.