João Sousa: «Tudo por tudo para tentar vencer a 1.ª ronda»

Português estreia-se na terça-feira

• Foto: Getty Images
João Sousa chega ao Open da Austrália com motivação extra depois de ter sido finalista no torneio de Auckland, um feito que dá ao português confiança para atingir um bom resultado no primeiro Grand Slam da época.

"Em Auckland tive uma excelente semana, em que consegui jogar a um nível muito alto todos os encontros que disputei. Obviamente que isso dá-me confiança para poder jogar aqui no Open da Austrália", começou por dizer à agência Lusa o número um nacional.

Recém-aterrado em Melbourne, após ter alcançado a oitava final da carreira e a primeira em piso rápido ao ar livre, João Sousa lembrou que as condições de jogo no primeiro major da temporada são diferentes, mas não negou que o facto de ter sido finalista no torneio neozelandês lhe dá "confiança para tentar vencer encontros e fazer um bom resultado" no Open da Austrália.

Eliminado na terceira ronda dotorneio australiano pelo britânico Andy Murray, nos últimos dois anos, o 37.º jogador mundial 'esquivou-se' do atual número um mundial, mas pode cruzar-se, já na segunda ronda, com um velho conhecido, o austríaco Dominic Thiem, que ocupa a oitava posição do ranking ATP e que o eliminou na primeira ronda em Melbourne Park em 2014.

"Sinceramente nem tinha visto o quadro. Sabia com quem jogava na primeira ronda, a segunda nem tinha visto com quem jogava - fiquei a saber agora", assumiu, depois de questionado pela Lusa sobre um eventual encontro com Thiem.

Habituado a pensar encontro a encontro, Sousa assumiu que está mais preocupado com a sua estreia frente ao australiano Jordan Thompson (76.º).

"Ele é um jogador muito perigoso, contra quem já joguei aqui [derrotou Thompson na primeira ronda em 2015]. É um tenista que vem de fazer bons resultados, este ano já ganhou ao David Ferrer, portanto vai ser um encontro difícil", analisou.

João Sousa não quis apontar uma meta concreta como objetivo para este Open da Austrália, que decorre a partir de amanhã e até dia 29, preferindo prometer que vai dar "tudo por tudo para tentar vencer a primeira ronda".

"Vou focar-me muito nisso e depois veremos. No final, fazem-se as contas. Eu gosto de pensar encontro a encontro", concluiu.

O número um nacional entra em ação frente a Jordan Thompson na jornada de terça-feira.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Open da Austrália

Notícias

Notícias Mais Vistas