Nadal e Sousa em frente em dia 'negro' para os Estados Unidos

Dos 15 norte-americanos que entraram em prova, apenas 3 se mantém na competição

• Foto: Reuters

O tenista espanhol Rafael Nadal, número um mundial, e o português João Sousa qualificaram-se esta segunda-feira para a segunda ronda do Open da Austrália, num dia 'negro' para os Estados Unidos.

Dos 15 norte-americanos que entraram em prova no primeiro dia do primeiro torneio do Grand Slam do ano, apenas três seguiram em frente, com Venus Williams, cabeça de série e finalista vencida em 2017, a ter a 'queda' mais sonante.

A mais velha das irmãs Williams, de 37 anos, perdeu com a suíça Belinda Bencic, 78.ª da hierarquia, por 6-3 e 7-5.

A compatriota Sloane Stephens, 13.ª pré-designada e campeã em título do Open dos Estados Unidos, conheceu sorte idêntica, frente à chinesa Zhang Shuai, que se impôs em três sets, por 2-6, 7-6 (7-2) e 6-2, enquanto CoCo Vandeweghe, 10.ª, não resistiu à húngara Timea Babos, vencedora pelos parciais de 7-6 (7-4) e 6-2.

A 'hecatombe' não se resumiu ao setor feminino: Sock, o tenista norte-americano com melhor estatuto na prova - oitavo -, mas que nunca passou da terceira eliminatória em Melbourne, foi batido pelo japonês Yuichi Sugita, por 6-1, 7-6 (7-4), 5-7 e 6-3.

Também John Isner, 16.º cabeça de série, foi surpreendido, ao perder com o australiano Matthew Ebden, por 6-4, 3-6, 6-3 e 6-3, num dia em que também o sul-africano Kevin Anderson, 11.º, 'caiu', batido pelo britânico Kyle Edmund, por 6-7 (4-7), 6-3, 3-6, 6-3 e 6-4.

Quem evitou qualquer surpresa foi Rafael Nadal, número um mundial e finalista vencido em 2017, que 'despachou' com grande facilidade o dominicano Victor Estrella Burgos, por triplo 6-1.

Nadal, que no ano passado perdeu a terceira final na Austrália, ante o suíço Roger Federer, precisou de apenas uma hora e 38 minutos para 'despachar' Burgos, 79.º classificado do ranking, mantendo-se na corrida por um segundo título, depois do sucesso absoluto em 2009.

"Este jogo foi uma boa notícia para mim, quero aproveitar todos os momentos aqui", afirmou o maiorquino, que tem tido vários problemas físicos nos últimos meses.

O búlgaro Grigor Dimitrov, o croata Marin Cilic e o espanhol Pablo Carreño Busta, atual campeão do Estoril Open, confirmaram o favoritismo frente ao austríaco Dennis Novak, ao canadiano Vasek Pospisil e ao australiano Jason Kubler, respetivamente.

Cilic, sexto cabeça de série, será o adversário do português João Sousa, 70.º do 'ranking' mundial de ténis e que venceu o alemão Dustin Brown, 126.º da hierarquia, por 6-4, 6-3, 4-6, 6-7 (4-7) e 6-1.

João Sousa, o único português no quadro principal do primeiro torneio do Grand Slam, precisou de duas horas e 52 minutos para afastar Brown, que vinha da fase de qualificação.

A dinamarquesa Caroline Wozniacki, segunda do ranking mundial, bateu a romena Mihaela Buzarnescu, por 6-2 e 6-3, e a letã Jelena Ostapenko, campeã em título de Roland Garros, superou a italiana Francesca Schiavone, por 6-1 e 6-4.

Também em frente seguiu a ucraniana Elina Svitolina, quarta pré-designada, que afastou a sérvia Ivana Jorovic, por 6-3 e 6-2.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Open da Austrália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.