Roubos nos balneários

Ex-tenista suspeito

• Foto: EPA
PUB

O torneio de Roland Garros está a ser marcado por uma série de casos de roubos nos balneários principais dos jogadores, com o caso mais grave a ser o de Franco Davin, treinador argentino que atualmente trabalha com Fabio Fognini. Enquanto assistia ao encontro do seu pupilo, um homem terá roubado o seu saco, que tinha ficado no balneário, com dinheiro, passaporte e toda a restante documentação.

Jogadores e técnicos suspeitam de um ex-tenista francês que terá sido visto com o saco, mas ninguém revelou ainda o nome por falta de provas.

As câmaras de vigilância poderão ajudar na descoberta da verdade neste caso.

Deixe o seu comentário
PUB