Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Nadal e o seu 11.º título em Roland Garros: «Nem em sonhos pensei conseguir, é impensável»

Espanhol venceu este domingo a final do Grand Slam francês frente a Dominic Thiem

O tenista espanhol Rafael Nadal descreveu este domingo como "impensável" a conquista do seu 11.ª título em Roland Garros, frente ao adversário que lhe infligiu as duas últimas derrotas em terra batida, o austríaco Dominic Thiem.

"É incrível, não consigo descrever o que sinto, nem em sonhos pensei conseguir, é impensável", afirmou o espanhol no final do encontro, no qual se impôs ao austríaco por 3-0, pelos parciais de 6-4, 6-3 e 6-2.

Nadal, líder da hierarquia mundial, admitiu que o encontro de hoje, que durou duas horas e 42 minutos, foi o seu melhor no torneio deste ano, e destacou a agressividade do adversário, oitavo da hierarquia mundial.

"É verdadeiramente incrível, joguei muito bem, foi o meu melhor jogo neste torneio. O Dominic foi um adversário muito agressivo", disse o espanhol, que já foi felicitado pelo rei e pelo primeiro-ministro do seu país.

Dominic Thiem, que chegou à final com a "vantagem" de ter sido o último jogador a impor-se a Nadal em terra batida (em Roma no ano passado, e em Madrid, este ano), ouviu elogios e incentivos do número um mundial: "Continua assim, creio que vais ganhar aqui".

O austríaco, de 24 anos, respondeu, recuando à infância. "Tinha 11 anos, quando vi, pela televisão o teu primeiro título aqui e nunca esperei jogar uma final contra ti", contou.

Thiem referia-se ao título conquistado por Nadal em 2005, ao qual o maiorquino juntou mais 10, conseguidos em 2006, 2007, 2008, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2014, 2017 e 2018.

No encontro de hoje, Nadal não deu grandes hipóteses ao austríaco, dominando sempre o encontro, e no último parcial, já depois de o jogo ter sido interrompido para ser assistido devido a uma cãibra num dedo, viu Thiem salvar quatro 'match-points', antes de selar o título.

A vitória no court Philippe Chatrier permitiu ao espanhol igualar o recorde da australiana Margaret Court, que venceu 11 edições ao Open da Austrália, entre 1960 e 1973, e aproximar-se de um outro recorde de Roger Federer.

O espanhol, que com este triunfo segurou a liderança da hierarquia mundial, conquistou o seu 17.º título em torneios do 'Grand Slam' e aproximou-se dos 20 vencidos pelo suíço.

Também hoje disputou-se a final de pares femininos, na qual as checas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakov se impuseram às japonesas Kazunari Ninomiay e Eri Hozumi, por duplo 6-3.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Roland Garros

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M