Suspeita de resultado combinado nos pares femininos de Roland Garros

Confirmou esta terça-feira o Ministério Público de Paris

• Foto: Action Images

O Ministério Público de Paris confirmou esta terça-feira a existência de um inquérito, aberto a 1 de outubro, por fraude organizada e corrupção desportiva ativa e passiva, suspeitando de um resultado combinado no torneio de ténis de Roland Garros.

Segundo o jornal alemão 'Die Welt' e o francês 'L'Équipe', as suspeitas recaem sobre um jogo de pares femininos, em 30 de setembro, entre as romenas Andreea Mitu e Patricia Maria Tig e a dupla formada pela russa Yana Sizikova e a norte-americana Madison Brengle, da primeira ronda daquele torneio do Grand Slam.

Em concreto, está em causa o quinto jogo do segundo 'set', em que a jogadora russa fez duas duplas faltas, entregando o ponto às adversárias.

O 'L'Équipe', adianta que "quantias elevadas foram apostadas na vitória das romenas, em vários operadores de Paris, com ordens vindas de vários países".

As investigações foram confiadas ao Serviço Central de Corridas e Jogos (SCCJ), esclarece o Ministério Público.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Roland Garros

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.