Daniil Medvedev e Elina Svitolina são os primeiros semifinalistas

Stan Wawrinka e Johanna Konta eliminados

• Foto: USA Today Sports

O tenista russo Daniil Medvedev e a ucraniana Elina Svitolina conquistaram esta terça-feira, pela primeira vez, uma vaga nas meias-finais do US Open, quarto torneio do Grand Slam da temporada, que está a decorrer em Flushing Meadows.

Apontado com um dos principais favoritos, logo atrás de Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic, que, entretanto, desistiu nos oitavos de final, Medvedev nunca havia disputado os quartos de final de um torneio do 'Grand Slam', mas, em Nova Iorque, bateu o suíço Stan Wawrinka e tornou-se no primeiro semifinalista do 'major' norte-americano.

O número cinco mundial, que chegou a Flushing Meadows após três finais disputadas em outras tantas semanas consecutivas, conquistando o título do Masters 1000 de Cincinnati, precisou de quatro partidas, com parciais de 7-6 (8-6), 6-3, 3-6 e 6-1, para superar o campeão de 2016 e tornar-se no primeiro russo a chegar às 'meias' do US Open desde Mikhail Youzhny, em 2010.

Ao tornar-se igualmente, aos 23 anos, no mais jovem semifinalista do último 'major' da temporada desde Novak Djokovic, em 2010, Daniil Medvedev assegurou um lugar nas ATP Finals, enquanto aguarda pelo desfecho do desafio entre o suíço Roger Federer e o búlgaro Grigor Dimitrov para conhecer o próximo adversário.

Na prova feminina, a número cinco mundial, Elina Svitolina, tornou-se hoje na primeira ucraniana a garantir a presença nas meias-finais em Flushing Meadows, ao eliminar a britânica Johanna Konta em dois equilibrados 'sets', com parciais de 6-4 e 6-4.

A tenista natural de Odessa, que se estreou entre as quatro semifinalistas de um torneio do 'Grand Slam', em Wimbledon, aumentou a vantagem no confronto direto com Konta (5-0), graças aos 16 'winners' e quatro 'ases', contra apenas os 13 erros registados no Arthur Ashe Stadium, onde a adversária converteu três 'ases', 24 pontos ganhantes e 35 erros não forçados.

"Não é todos os dias que se joga uns quartos de final de um torneio do Grand Slam. E ganhar isso, é algo especial. Estou muito contente com a forma como aguentei a pressão. Fiquei aliviada por ter conseguido fechar no meu serviço, porque tive 'match point' no 5-3. Estava muito perto, mas ao mesmo tempo muito longe, porque servir para fechar sob pressão é muito difícil", confessou Svitolina.

Resolvido o duelo dos quartos de final em uma hora e 39 minutos, a jogadora de leste, de 24 anos, vai defrontar agora a vencedora do encontro entre a norte-americana e hexacampeã Serena Williams e a chinesa Qiang Wang.

Na competição de pares, o português João Sousa e o parceiro Leonardo Mayer despediram-se hoje de Nova Iorque, depois da derrota frente aos alemães Andreas Mies e Kevin Krawietz, campeões de Roland Garros, em duas partidas, por 7-6 (7-4) e 6-4, em uma hora e 26 minutos.

Apesar do desaire, a dupla luso-argentina, que havia atingido as meias-finais no Open da Austrália, voltou a repetir a presença nos quartos de final, tal como havia sucedido em 2015.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de US Open

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.