Djokovic desiste, Federer e Serena avançam

Sérvio abandonou no terceiro 'set' do embate com o suíço Stan Wawrinka,

• Foto: Reuters

Novak Djokovic abandonou no domingo o US Open, quarto e último 'Grand Slam' de ténis da temporada, numa jornada em que Roger Federer e Serena Williams avançaram para os quartos de final, com Qiang Wang, que eliminou Ashleigh Barty.

O sérvio líder do 'ranking' mundial desistiu no terceiro 'set' do embate com o suíço Stan Wawrinka, quando perdia por 4-6, 5-7 e 1-2, depois de uma hora e 46 minutos.

"Notei que não se sentia bem! Nunca gostei de avançar desta maneira", reconheceu o suíço, que, nos quartos de final, vai bater-se com o russo Daniil Medvedev, quinto da hierarquia, que derrotou o alemão Dominik Koepfer, 118 do mundo, por 3-6, 6-3, 6-2 e 7-6 (7-2).

A contas com problemas no ombro esquerdo, o atual campeão do 'major' norte-americano retirou-se, em benefício de Wawrinka, 23.º do circuito, no mesmo 'court' Arthur Ashe Stadium em que que tinha vencido o sérvio na final de 2016.

"A dor tem sido uma constante durante semanas. Em alguns dias mais forte, noutros com menos intensidade e, obviamente, experimentando coisas diferentes para a eliminar. Às vezes, o tratamento funciona, noutras não e é simplesmente o teu corpo que te diz quando não podes continuar", afirmou Djokovic.

Apesar de assumir a frustração com o abandono -- o segundo na última década, depois dos quartos de final de Wimbledon 2017, frente ao checo Tomas Berdych --, o vencedor de 16 torneios do 'Grand Slam', incluindo quatro dos cinco últimos, disse acreditar nas suas possibilidades de superar Federer, que detém o recorde masculino de 20 'majors'.

Federer, atual terceiro do mundo, já tinha assegurado pela 13.ª vez uma vaga nos 'quartos' em Flushing Meadows, ao derrotar o belga David Goffin, 15.º do circuito, por 6-2, 6-2 e 6-0, ao cabo de uma hora e 19 minutos.

O pentacampeão do US Open (2004-2008) vai defrontar o búlgaro Grigor Dimitrov, 78.º do 'ranking', que se estreia nesta fase do torneio norte-americano, depois de ter eliminado o australiano Alex de Minaur, 38.º do mundo, em três 'sets', por 7-5, 6-3 e 6-4.

No torneio feminino, a norte-americana Serena Williams, oitava do mundo e seis vezes campeã no torneio norte-americano, avançou para os 'quartos' ao derrotar a croata Petra Martic, 22.ª da hierarquia, por 6-3 e 6-4, em uma hora e 32 minutos.

Na sua 11.ª presença consecutiva nos 'quartos' do US Open, Serena, que procura o 24.º 'major' e o primeiro desde que foi mãe, vai defrontar a chinesa Qiang Wang, 18.ª do circuito WTA, que se estreia nesta fase do torneio depois de ter protagonizado a jornada de domingo, com o triunfo frente à australiana Ashleigh Barty, segunda cabeça de série, por 6-2 e 6-4.

Igualmente surpreendente foi a primeira vitória da britânica Johanna Konta, 16.ª favorita, no sétimo embate com a checa Karolína Plísková, terceira do mundo, por 6-7 (1-7), 6-3 e 7-5, em duas horas e 24 minutos.

Konta vai disputar uma vaga nas meias-finais frente à ucraniana Elina Svitolina, quinta da hierarquia, que derrotou a norte-americana Madison Keys, 10.ª do circuito, por 7-5 e 6-4, num duelo entre estreantes nas oito finalistas em Nova Iorque.

Em pares, João Sousa, com parceiro argentino Leonardo Mayer, que chegaram às meias-finais do Open da Austrália de 2019, eliminaram o polaco Lukasz Kubot e o brasileiro Marcelo Melo, segundos cabeças de série, em dois 'sets', por 7-6 (7-2) e 6-3, em uma hora e 38 minutos.

Nos quartos de final, nos quais a dupla luso-argentina estiveram em 2015, vão defrontar os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies, 12.ºs favoritos.

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de US Open

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.