Novak Djokovic e Maria Sakkari completam lote de semifinalistas do US Open

Após triunfos sobre o italiano Matteo Berrettini e a checa Karolina Pliskova, respetivamente

O sérvio Novak Djokovic, número um mundial, cedeu outro set, mas conquistou mais uma vitória rumo às meias-finais do Open dos Estados Unidos, numa jornada em que a grega Maria Sakkari fechou o lote de semifinalistas.

A encerrar a sessão noturna no Arthur Ashe Stadium, em Nova Iorque, o três vezes vencedor do último major da temporada (2011, 2015 e 2018) superou, pela quarta vez na carreira, o italiano Matteo Berrettini, número oito no ranking ATP, em quatro partidas, com os parciais de 5-7, 6-2, 6-2 e 6-3.

No último encontro dos quartos de final, o tenista de Belgrado, de 34 anos, voltou a perder um set, pela quarta vez em cinco desafios, mas no final contabilizou 44 winners, contra 28 erros não forçados, e qualificou-se pela 42.º vez na carreira para o lote de quatro finalistas de um torneio do Grand Slam.

"Foi um grande encontro, muita energia dentro e fora do court. O Matteo é um tremendo jogador, estabelecido dentro do top 10. Cada vez que nos enfrentamos é uma batalha muito equilibrada. Quando perdi o primeiro set, consegui esquecer e seguir em frente", explicou o sérvio, acrescentando ter elevado o seu ténis a um nível diferente: "Foram os meu melhores três sets até ao momento no torneio".

À procura de completar o Grand Slam da temporada, após os triunfos no Open da Austrália, Roland Garros e Wimbledon, e o 21.º major da carreira, Novak Djokovic vai defrontar agora o alemão Alexander Zverev, campeão olímpico e finalista vencido há um ano em Flushing Meadows, que ocupa o quarto lugar na hierarquia mundial, no embate de acesso à final do US Open.

Na competição feminina, a última jogadora a apurar-se para o grupo de semifinalistas foi a grega Maria Sakkari e fê-lo com uma vitória ante a checa e número quatro mundial, Karolina Pliskova, em dois sets, por duplo 6-4, em uma hora e 22 minutos.

Com 23 winners e apenas 12 erros não forçados, a número 18 do ranking WTA 'despachou' a antiga número um do mundo, finalista em 2016, e garantiu a estreia nas meias-finais em Nova Iorque frente à jovem britânica Emma Raducano, de 18 anos, oriunda da fase de qualificação, naquela que é a sua primeira presença no Open dos Estados Unidos.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de US Open

Notícias

Notícias Mais Vistas