Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Alcaraz vence Djokovic numa final eletrizante e conquista Wimbledon pela primeira vez

Tenista espanhol bateu o sérvio em cinco sets, ao cabo de mais de quatro horas e meia de jogo

Carlos Alcaraz venceu Novak Djokovic e conquistou o torneio de Wimbledon pela primeira vez na carreira. O tenista espanhol levou a melhor numa final resolvida apenas em cinco sets - 1-6, 7-6 (6), 6-1, 3-6 e 6-4 - e que demorou 4h46, tendo ficado marcada por vários momentos de ténis de elevadíssima qualidade de parte a parte.

Foi o segundo título em torneios do Grand Slam para Alcaraz, que assim segura também a liderança do ranking mundial e passa a ser o terceiro mais jovem de sempre a vencer no All England Club, com apenas 20 anos. Quanto ao sérvio, falhou a oportunidade de reforçar o seu estatuto de tenista com mais 'majors' de sempre (permanece com 23) no setor masculino, de apanhar Margaret Court (24) no topo absoluto (masculino ou feminino) do ranking de Grand Slams conquistados e de igualar o recorde de oito troféus de Roger Federer na relva inglesa. Djokovic, refira-se, não perdia em Wimbledon há mais de 10 anos!

"É um sonho que se torna realidade... É fantástico ter vencido, mas, mesmo que tivesse perdido, continuaria orgulhoso por ter jogado esta final contra uma lenda da modalidade", assinalou Alcaraz, enquanto Djokovic não escondeu a surpresa pela "incrível qualidade de jogo" do adversário na relva.

'Djoko' não perdia no 'court' central de Wimbledon há 10 anos, quando foi batido na final de 2013 pelo britânico Andy Murray, e estava invicto no 'major' londrino desde que 'caiu' nos quartos de final da edição de 2017, tendo alcançado, desde então, 34 vitórias consecutivas.

O triunfo no terceiro Grand Slam de 2023 permitiu a Alcaraz conquistar o segundo grande título da carreira, após o Open dos Estados Unidos, em 2022, e apagar a imagem de fragilidade deixada nas meias-finais de Ronald Garros, quando foi batido por Djokovic, 'arrastando-se' nos últimos dois sets (6-1), devido a cãibras.

A história parecia repetir-se quando o sérvio ganhou hoje o primeiro parcial pela mesma margem (6-1), mas a vitória no 'tie-break' do segundo representou um ponto de viragem no encontro, confirmada com o triunfo concludente do talentoso espanhol, de 20 anos, no terceiro set, também por 6-1.

Djokovic recompôs-se no quarto parcial e conseguiu levar o encontro para o quinto e decisivo set, no qual Alcaraz contrapôs a audácia à experiência e, com apenas uma quebra de serviço, fechou o encontro a seu favor no primeiro 'match point' que dispôs.

Entretanto, Rafael Nadal, vencedor de duas edições do torneio de Wimbledon (2008 e 2010), felicitou o compatriota pela conquista, recordando ainda o "pioneiro" Manuel Santana, o primeiro tenista espanhol a vencer a prova, em 1966. "Parabéns, Carlos Alcaraz. Deste-nos uma alegria imensa hoje e estou certo de que o nosso pioneiro no ténis espanhol, Manolo Santana, também ficou muito contente onde quer que esteja. Um abraço muito forte e desfruta deste momento! Campeão!", escreveu.

(notícia atualizada às 20h55)


Por Record com Lusa
13
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Wimbledon

Notícias

Notícias Mais Vistas