Lisboa integra circuito mundial de longa distância em 2017

Capital portuguesa recebe prova na zona do Parque das Nações

O Lisboa Triathlon vai integrar o circuito mundial de triatlo de longa distância a partir do próximo ano, anunciou esta quinta-feira a organização da prova, cuja 10.ª edição se vai realizar no sábado, na zona do Parque das Nações.

O diretor da prova, Paulo Passos Leite, disse à agência Lusa esperar que Lisboa fique "ainda mais na moda" com a presença no circuito mundial, observando que a etapa portuguesa já é "uma das provas preferidas dos atletas, devido ao percurso e às condições climatéricas".

"A integração no circuito Challenge Family dá maior amplitude ao evento, que vai, seguramente, crescer em notoriedade e dimensão, porque se trata de uma marca internacional muito forte", disse Passos Leite, contando no próximo ano duplicar o atual orçamento de 160.000 euros.

O responsável máximo da organização, que espera receber este ano 1.250 atletas, pretende aproveitar a inclusão no circuito mundial para promover a modalidade, designadamente, através da criação de eventos-satélite que aumentem o âmbito da prova e permitam chegar a novos públicos.

"A prova nasceu em 2006 com 178 participantes. Hoje, no 10.º aniversário estamos com quase 10 vezes mais atletas inscritos, de 40 países. Mesmo sem integrar ainda o circuito mundial, o Lisboa Triathlon já é uma prova muito conhecida e procurada pelos atletas", assinalou Passos Leite.

A capital portuguesa vai assumir a designação de Challenge Lisboa e terá a presença garantida durante os próximos três anos no circuito mundial, composto por 44 provas em 21 países, na Europa, Ásia, América do Norte e Austrália.

A prova deste ano está dividia em quatro categorias: a principal, na distância 'half-ironman' (1.900 metros de natação, 90 quilómetros de ciclismo e 21,1 de corrida), a guerra dos sexos, em que as mulheres partem 12 minutos antes dos homens, uma prova destinada a empresas e outra a crianças.

Entre os participantes da categoria principal, o favoritismo recai sobre o espanhol Hector Guerra, vencedor da última edição, da Volta ao Alentejo de 2008 e Grande Prémio Joaquim Agostinho de 2009, e os portugueses Bruno Pais, atleta olímpico, vencedor em 2014 e segundo classificado no ano passado, e José Estrangeiro, que se impôs em 2012 e foi terceiro em 2015.

A organização efetuou pequenos ajustes devido ao piso em algumas partes do percurso no Parque das Nações, onde vai ser disputada a componente de corrida, com a natação a realizar-se na doca dos Olivais e a vertente de ciclismo a prolongar-se até Santa Iria de Azóia.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Triatlo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0