Sporting de Espinho e Benfica trocam acusações

1.º jogo das meias-finais do playoff vai jogar-se noutro pavilhão

O playoff da Divisão de Elite começa envolto em polémica. Em causa está o facto de o Benfica recusar jogar este sábado num pavilhão alternativo, no da Académica de Espinho, depois da Nave de Espinho, 'casa' do Sporting de Espinho, se encontrar com excesso de humidade, não estando por isso em condições de receber o encontro entre tigres e águias.

A equipa da casa acabou por encontrar um recinto alternativo, mas o Benfica alega que inicialmente foi dada informação à sua equipa de que não haveria pavilhão alternativo para o encontro ainda se disputar este sábado, pelo que os jogadores foram para o balneário e tomaram banho.

"Não sei o que está acontecer, é uma vergonha para o voleibol nacional. O Sp. Espinho disse que não havia pavilhão alternativo, estávamos até já a acordar uma nova data", explicou Rui Guedes, secretário-geral do voleibol encarnado. "As palavras das pessoas têm de contar alguma coisa".

Do lado dos tigres, foi o próprio presidente do Sp. Espinho, Bernardo Gomes de Almeida, a sair em defesa do clube e a criticar a atitude de alguns elementos do Benfica. "O que se viu foi o festival Benfica, fui insultado. Tenho muito respeito pela instituição Benfica, mas estas pessoas estão a mais no desporto. Nós somos humildes, educados, no limite dos regulamentos arranjámos um pavilhão".

O jogo foi então remarcado para as 19 horas deste sábado, no Pavilhão da Académica de Espinho, faltando saber se o Benfica se apresentará ao mesmo sob protesto.


7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Voleibol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.