Clube K derrota Aves rumo à final da Taça de Portugal de voleibol feminino

Final joga-se este domingo às 15 horas

• Foto: D.R. Record

O Clube K qualificou-se este sábado para a final da Taça de Portugal de voleibol feminino, ao impor-se em quatro 'sets' (3-1) ao Aves, anfitrião da 'final four' que decorre em Santo Tirso.

As açorianas, que foram segundas na fase regular do campeonato, vacilaram no primeiro parcial (22-25), mas retificaram nos restantes (25-23, 25-12 e 25-13) e obtiveram uma vitória indiscutível diante das nortenhas, sétimas colocadas, ao fim de hora e meia.

A central brasileira Kátia Oliveira notabilizou-se pela emblema ponta-delgadense com 21 pontos, seis dos quais em serviços, sendo perseguida pelas compatriotas Luana Gomes, com 19, e Jéssica Carriel, que se distinguiu nas avenses com 16.

Finalista nas últimas duas épocas e após ter eliminado o primodivisionário Sp. Braga e o secundário Sp. Espinho, ambos por 3-0, o Clube K vai defrontar na final, agendada para domingo, às 15h00, o AVC Famalicão ou a Academia José Moreira/FC Porto.

As insulares começaram por vincar a superioridade junto à rede e evoluíram até vantagens de cinco pontos (de 6-1 até 14-9), que foram anuladas pela gradual agressividade nortenha no serviço (17-17) e invertida com falhas na receção (21-22), conduzindo ao triunfo das anfitriãs no 'set' inicial (25-22).

O Aves procurou rentabilizar o nervosismo do Clube K no segundo parcial, mas desperdiçou superioridades momentâneas (5-1 e 19-15) e permitiu que o duelo reentrasse numa toada equilibrada (14-14 e 20-20), abrindo caminho à clarividência açoriana nas ações ofensivas, determinantes para resgatar a igualdade (25-23).

Menos história teve o terceiro 'set', no qual a formação de Ponta Delgada demorou uma vintena de minutos a confirmar a superioridade técnica e física, tirando partido da apatia do conjunto de Santo Tirso para tomar conta do jogo e fixar 13 tentos à maior (25-12).

Apesar do apoio do público avense, a descrença das pupilas de Manuel Barbosa prosseguiu na reta final da partida, concedendo pouca oposição às comandadas de Paulo Barreto, que usaram a maior experiência para fechar de forma rompante (25-13).

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Voleibol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.