Record

Figueira da Foz espera 550 praticantes de voleibol de praia na 'Smash Cup'

Evento reúne uma etapa do circuito nacional e jogos de escalões de formação

• Foto: DR
O areal da praia de Buarcos, Figueira da Foz, espera 550 praticantes de voleibol de praia entre quinta-feira e domingo, num evento que reúne uma etapa do circuito nacional e jogos de escalões de formação.

A segunda edição do Figueira Smash Fest, apresentada esta quarta-feira naquela cidade do litoral do distrito de Coimbra, inclui a quinta etapa do Circuito Nacional de Vólei de Praia sénior masculino e feminino, o Circuito Nacional de sub-22, o Gira Praia - que reúne 250 atletas dos escalões de sub 14, 16 e 18 - e o Figueira Smash Cup, um torneio de quadras, masculino, feminino e veteranos, com a participação de 150 atletas.

Na apresentação desta quarta-feira, o presidente da autarquia, João Ataíde, destacou a "potencialidade" e as "condições de excelência" que a Figueira da Foz apresenta na modalidade de voleibol de praia, frisando que quem se desloca ao areal da zona de Buarcos pode fazê-lo, para além do usufruto da praia, também numa perspetiva de ocupação dos tempos de lazer e entretenimento.

Já Rui Loureiro, coordenador do projeto Figueira Beach Sports City, frisou que o Figueira Smash Fest "é o maior do género a nível nacional em termos de participantes", destacando o incremento de atletas na competição de quadras, que passou de seis em 2017 para 24 este ano.

Questionado pela Lusa sobre a origem dos atletas de vólei de praia que estão por estes dias à Figueira da Foz, Rui Loureiro disse que perto de 90% são "de fora do distrito de Coimbra" e a maioria oriundos do litoral norte do país.

"Serão cerca de 60% do Norte e 40% do Sul", enfatizou.

Já Álvaro Lopes, presidente da Federação Portuguesa de Voleibol, organizadora da competição, precisou que a maioria dos atletas provém do Porto e "cada vez mais de Lisboa" e do litoral "segundo a linha do que acontece no voleibol de pavilhão".

Apesar da maioria dos atletas ser de fora da Figueira da Foz, Rui Loureiro lembrou a criação, na cidade, do Figueira Volei Club, um projeto "que não quis começar a casa pelo telhado e apostar nos seniores", mas que ao invés tem apostado nos escalões de formação "e está a trabalhar para ter cada vez mais praticantes".
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Voleibol

Notícias

Notícias Mais Vistas

M