Portugal estreia-se no Europeu 2019 de voleibol feminino frente à Itália

Seleção irá defrontar a vice-campeã mundial no arranque da competição

• Foto: Ricardo Nascimento

A seleção portuguesa feminina de voleibol inicia na sexta-feira, frente à vice-campeã mundial Itália, em Lodz, na Polónia, a participação inédita na fase final de um campeonato da Europa.

A escassas horas de cumprir um sonho com várias dezenas de anos do voleibol feminino português, a seleção lusa mostra-se apostada em não desperdiçar esta excelente oportunidade de permanecer entre as melhores ao mais alto nível.

"Acredito que foi a primeira qualificação das muitas que lhe seguirão. O nosso percurso vai ser sempre difícil, mas só assim poderemos usufruir ao máximo das nossas conquistas e construir a nossa própria história", afirmou a distribuidora Vanessa Rodrigues.

Em Lodz, na Polónia, onde está sediado o grupo B, Portugal começa por defrontar no Europeu de 2019 a Itália, vice-campeã mundial (sexta-feira), seguindo-se a Polónia (sábado), a Eslovénia (domingo), a Bélgica, sétima no ranking da CEV (27 ago) e a Ucrânia (29 ago).

Os quatro primeiros classificados de cada um dos quatro grupos qualificam-se para os oitavos de final, sendo que os apurados do A irão defrontar os apurados do C, o mesmo se passando com os do B, que cruza com o D.

"Este feito é um marco no voleibol feminino português: ser a primeira vez que se conquistou a classificação para uma fase final de um campeonato da Europa. Em termos do impacto, espero que no futuro a aposta se mantenha", disse a zona 4 Marta Hurst.

Pela primeira vez na história da prova, organizada de forma inédita por quatro países, participam 24 seleções, divididas por quatro grupos de seis equipas, sediados na Turquia (grupo A), Polónia (B), Hungria (C) e Eslováquia (D).

"A nossa mentalidade tem de ser sempre de evolução contínua e temos de ser sempre ambiciosos e querer sempre mais. Temos o nosso valor e, aliado a uma grande capacidade de trabalho, é possível estarmos regularmente nestas fases finais de europeus e mundiais", acrescentou a líbero Joana Resende.

Composição dos grupos:

Grupo A (Ancara): Turquia, Sérvia -- campeã em título -, Bulgária, França, Finlândia e Grécia.

Grupo B (Lodz): Polónia, Itália, Bélgica, Ucrânia, Portugal e Eslovénia.

Grupo C (Budapeste): Hungria, Holanda -- vice-campeã em título -, Croácia, Azerbaijão, Roménia e Estónia.

Grupo D (Bratislava): Eslováquia, Rússia, Alemanha, Bielorrússia, Espanha e Suíça.

Convocadas de Portugal:

- Distribuidoras:

08.Vanessa Rodrigues (AVC Famalicão)

07.Eliane Durão (Castelo da Maia)

04.Beatriz Rodrigues (Sporting)

- Zonas 4:

10.Marta Hurst (Volley Hermanea Olbia, Ita)

17.Bárbara Gomes (AVC Famalicão)

18.Ana Vale (Ala Nun'Álvares de Gondomar)

03.Maria Reis Lopes (Ala Nun'Álvares de Gondomar)

- Centrais:

14.Aline Timm (AVC Famalicão)

02.Eduarda Duarte (Leixões)

01.Amanda Cavalcanti (Pedro E. Lobato)

06.Helena Monteiro (Castelo da Maia)

- Opostos:

15.Júlia Kavalenka (Bosco Cuneo, Ita)

09.Alice Clemente (Fátima)

16.Maria Maio (Belenenses)

- Líberos:

11.Joana Resende (Famalicão)

12.Beatriz Basto (Leixões)

Treinador: Francisco dos Santos

Treinador-adjunto: Rui Moreira

Scouter: Beatriz Santos

Fisioterapeuta: Mariana Maia.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Voleibol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.