Seleção aponta à permanência na Liga das Nações

Portugal inicia, esta noite, na Argentina, campanha na prova onde se estreou há... 20 anos

• Foto: José Reis / Movephoto

Portugal estreia-se hoje (de madrugada) na Liga das Nações de 2019, após há 20 anos ter participado pela 1ª vez na competição, então designada por Liga Mundial.

Em 14 participações (a última tinha sido em 2017), a Seleção Nacional conseguiu prestações bastante positivas, como o 5º lugar obtido em 2005, ano em que foi histórico ainda o triunfo por 3-0 em Almada sobre o Brasil, seleção campeã mundial, olímpica, líder do ranking e recordista de triunfos na Liga Mundial/Liga das Nações (9).

Os tempos são outros, os moldes de disputa também, por isso é com grande realismo que o selecionador nacional traça as metas no regresso de Portugal à alta roda do voleibol mundial.

"Temos dois objetivos. O primeiro é desfrutar da competição e dar tudo pelo voleibol português e o segundo lutar pela manutenção, que é difícil, dado o nível dos adversários, mas não é impossível", disse Hugo Silva, na conferência de imprensa de lançamento da 1ª poule onde Portugal participa.

A Liga das Nações é agora disputada por 16 seleções, sendo que 12 são permanentes e quatro estreantes, casos, em 2019, da Seleção portuguesa, canadiana, búlgara e australiana. Para garantir a manutenção, Portugal tem de evitar ser a última destas quatro seleções, já que descerá à Golden European League, sendo substituída pela campeã da Challenger Cup.

Cinco semanas seguidas

A fase preliminar da Liga das Nações vai ter lugar em cinco semanas consecutivas, com as 16 seleções divididas em grupos de quatro, no sistema de todas contra todas, a disputar em vários países à escala intercontinental.

Portugal inicia esta campanha na Argentina, que será, de resto, o seu 1º adversário, numa poule que contempla ainda o Canadá e a Bulgária, adversários que também estão na luta pela manutenção.

Qualificam-se para a fase final os cinco países melhor classificados da geral conjunta (somatório dos pontos em cada grupo), que se juntam ao organizador da final a seis, que será nos Estados Unidos.

Por Ana Paula Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Voleibol

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.