O que é feito dos jogadores que estiveram no último jogo de Jorge Jesus pelo Benfica?

Júlio César - O guarda-redes brasileiro permaneceu na Luz até 2017/18, altura em que saiu para regressar ao futebol canarinho (Flamengo). No final dessa temporada, colocou um ponto final na sua carreira.
Maxi Pereira - Saiu a custo zero para o rival FC Porto no final da temporada 2014/15. Depois de quatro anos algo irregulares pela formação da cidade Invicta, o lateral uruguaio acabou por não renovar com o clube e está atualmente livre, com 36 anos.
Luisão - O antigo defesa-central das águias pendurou as botas no final da temporada 2018/19, mas não abandonou propriamente o Benfica. Desde então, o brasileiro tem sido uma espécie de diretor para as relações externas do clube.
Jardel - Continua ao serviço do Benfica, apesar de mais recentemente ter perdido a titularidade para a dupla Rúben Dias/Ferro.
Eliseu - Colocou um final à carreira (ainda que sem qualquer anúncio oficial) no final da temporada 2018/19. A última vez que pisou o relvado da Luz foi nos festejos do 37.º campeonato conquistado pelo Benfica... onde deu espetáculo.
Samaris - É dos poucos que ainda permanece no Benfica. O médio grego esteve muito perto de sair da Luz a custo zero no final da última temporada mas acabou por renovar após ser uma aposta de Bruno Lage na fase final do último campeonato.
Sulejmani - Saiu no final da temporada 2014/15 para os suíços do Young Boys, clube que atualmente ainda representa. Tem 31 anos.
Pizzi - Assumiu um papel importante na equipa do Benfica, sendo atualmente um dos jogadores mais respeitados no balneário. Tem sido ainda um jogador preponderante para a obra ofensiva da equipa, contribuindo com golos e muitas assistências temporada atrás de temporada
Gaitán - Esteve ainda mais uma temporada na Luz após a saída de Jorge Jesus,  mas acabou por sair para o Atlético Madrid por uma verba a rondar os 25 milhões de euros. Depois de uma temporada não muito feliz em Espanha, o argentino rumou à China (DL Yifang), aos EUA (Chicago Fire) e, mais recentemente, aos franceses do Lille. Agora está perto de assinar um contrato com o Sp. Braga
Lima - Terminou a sua carreira no início do último ano. Saiu do Benfica no final da temporada 2014/15, rumando aos Emirados Árabes Unidos (Al-Ahli), clube que representou até julho de 2017. Depois de dois anos sem clube, decidiu pendurar as botas.
Jonas - Permaneceu no Benfica até a sua carreira não dar mais. Fustigado por lesões, o avançado brasileiro foi um das maiores figuras do futebol encarnado na história recente do clube, onde marcou 137 golos e fez 42 assistências num total de 183 jogos.
Suplentes: Paulo Lopes - Depois de seis temporadas ao serviço do Benfica, o guarda-redes colocou um ponto final da sua longa carreira em 2018.
Lisandro López - Um jogador que não teve grande afirmação na Luz, principalmente depois da saída de Jorge Jesus. Foi emprestado a Getafe, Inter, Genova e Boca Juniors, este último clube que ainda representa, após ter-se transferido para Buenos Aires no início do ano civil.
Fejsa - Não foi titular no último jogo do treinador pelo Benfica, mas era uma das sua peças fundamentais no meio-campo. Depois de uma pouca utilização com Bruno Lage, o médio-defensivo sérvio acabou por rumar por empréstimo aos espanhóis do Alavés, ligação que já terminou. Está de regresso à Luz... será para ficar?
Derley - Depois de sair do Benfica (2017), o avançado brasileiro rumou a outra equipa do principal escalão português de futebol, o Aves, tendo posteriormente seguido para o futebol tailandês, onde ainda representa o Muangthong United.
Ola John - Pouca aposta nas águias, o extremo holandês decidiu seguir o rumo da sua carreira num outro clube... mas sem mudar de país. Atualmente, representa o Vitória de Guimarães.
Sílvio - Esteve por empréstimo na Luz durante a estadia de Jorge Jesus, contudo, acabou por regressar ao Atlético Madrid em meados de 2016. Atualmente, este lateral-direito, que também pode fazer o corredor esquerdo da defesa, representa o Vitória de Setúbal.
Talisca - Um dos casos mais 'complicados' dos últimos anos do Benfica. Foi emprestado aos turcos do Besiktas em 2016 e acabou por ser vendido, em 2018, aos chineses do GZ Evergrande, por cerca de 20 milhões de euros. Ainda permanece na China.
Júlio César - O guarda-redes brasileiro permaneceu na Luz até 2017/18, altura em que saiu para regressar ao futebol canarinho (Flamengo). No final dessa temporada, colocou um ponto final na sua carreira.
Maxi Pereira - Saiu a custo zero para o rival FC Porto no final da temporada 2014/15. Depois de quatro anos algo irregulares pela formação da cidade Invicta, o lateral uruguaio acabou por não renovar com o clube e está atualmente livre, com 36 anos.
Luisão - O antigo defesa-central das águias pendurou as botas no final da temporada 2018/19, mas não abandonou propriamente o Benfica. Desde então, o brasileiro tem sido uma espécie de diretor para as relações externas do clube.
Jardel - Continua ao serviço do Benfica, apesar de mais recentemente ter perdido a titularidade para a dupla Rúben Dias/Ferro.
Eliseu - Colocou um final à carreira (ainda que sem qualquer anúncio oficial) no final da temporada 2018/19. A última vez que pisou o relvado da Luz foi nos festejos do 37.º campeonato conquistado pelo Benfica... onde deu espetáculo.
Samaris - É dos poucos que ainda permanece no Benfica. O médio grego esteve muito perto de sair da Luz a custo zero no final da última temporada mas acabou por renovar após ser uma aposta de Bruno Lage na fase final do último campeonato.
Sulejmani - Saiu no final da temporada 2014/15 para os suíços do Young Boys, clube que atualmente ainda representa. Tem 31 anos.
Pizzi - Assumiu um papel importante na equipa do Benfica, sendo atualmente um dos jogadores mais respeitados no balneário. Tem sido ainda um jogador preponderante para a obra ofensiva da equipa, contribuindo com golos e muitas assistências temporada atrás de temporada
Gaitán - Esteve ainda mais uma temporada na Luz após a saída de Jorge Jesus,  mas acabou por sair para o Atlético Madrid por uma verba a rondar os 25 milhões de euros. Depois de uma temporada não muito feliz em Espanha, o argentino rumou à China (DL Yifang), aos EUA (Chicago Fire) e, mais recentemente, aos franceses do Lille. Agora está perto de assinar um contrato com o Sp. Braga
Lima - Terminou a sua carreira no início do último ano. Saiu do Benfica no final da temporada 2014/15, rumando aos Emirados Árabes Unidos (Al-Ahli), clube que representou até julho de 2017. Depois de dois anos sem clube, decidiu pendurar as botas.
Jonas - Permaneceu no Benfica até a sua carreira não dar mais. Fustigado por lesões, o avançado brasileiro foi um das maiores figuras do futebol encarnado na história recente do clube, onde marcou 137 golos e fez 42 assistências num total de 183 jogos.
Suplentes: Paulo Lopes - Depois de seis temporadas ao serviço do Benfica, o guarda-redes colocou um ponto final da sua longa carreira em 2018.
Lisandro López - Um jogador que não teve grande afirmação na Luz, principalmente depois da saída de Jorge Jesus. Foi emprestado a Getafe, Inter, Genova e Boca Juniors, este último clube que ainda representa, após ter-se transferido para Buenos Aires no início do ano civil.
Fejsa - Não foi titular no último jogo do treinador pelo Benfica, mas era uma das sua peças fundamentais no meio-campo. Depois de uma pouca utilização com Bruno Lage, o médio-defensivo sérvio acabou por rumar por empréstimo aos espanhóis do Alavés, ligação que já terminou. Está de regresso à Luz... será para ficar?
Derley - Depois de sair do Benfica (2017), o avançado brasileiro rumou a outra equipa do principal escalão português de futebol, o Aves, tendo posteriormente seguido para o futebol tailandês, onde ainda representa o Muangthong United.
Ola John - Pouca aposta nas águias, o extremo holandês decidiu seguir o rumo da sua carreira num outro clube... mas sem mudar de país. Atualmente, representa o Vitória de Guimarães.
Sílvio - Esteve por empréstimo na Luz durante a estadia de Jorge Jesus, contudo, acabou por regressar ao Atlético Madrid em meados de 2016. Atualmente, este lateral-direito, que também pode fazer o corredor esquerdo da defesa, representa o Vitória de Setúbal.
Talisca - Um dos casos mais 'complicados' dos últimos anos do Benfica. Foi emprestado aos turcos do Besiktas em 2016 e acabou por ser vendido, em 2018, aos chineses do GZ Evergrande, por cerca de 20 milhões de euros. Ainda permanece na China.
Júlio César - O guarda-redes brasileiro permaneceu na Luz até 2017/18, altura em que saiu para regressar ao futebol canarinho (Flamengo). No final dessa temporada, colocou um ponto final na sua carreira.
Maxi Pereira - Saiu a custo zero para o rival FC Porto no final da temporada 2014/15. Depois de quatro anos algo irregulares pela formação da cidade Invicta, o lateral uruguaio acabou por não renovar com o clube e está atualmente livre, com 36 anos.
Luisão - O antigo defesa-central das águias pendurou as botas no final da temporada 2018/19, mas não abandonou propriamente o Benfica. Desde então, o brasileiro tem sido uma espécie de diretor para as relações externas do clube.
Jardel - Continua ao serviço do Benfica, apesar de mais recentemente ter perdido a titularidade para a dupla Rúben Dias/Ferro.
Eliseu - Colocou um final à carreira (ainda que sem qualquer anúncio oficial) no final da temporada 2018/19. A última vez que pisou o relvado da Luz foi nos festejos do 37.º campeonato conquistado pelo Benfica... onde deu espetáculo.
Samaris - É dos poucos que ainda permanece no Benfica. O médio grego esteve muito perto de sair da Luz a custo zero no final da última temporada mas acabou por renovar após ser uma aposta de Bruno Lage na fase final do último campeonato.
Sulejmani - Saiu no final da temporada 2014/15 para os suíços do Young Boys, clube que atualmente ainda representa. Tem 31 anos.
Pizzi - Assumiu um papel importante na equipa do Benfica, sendo atualmente um dos jogadores mais respeitados no balneário. Tem sido ainda um jogador preponderante para a obra ofensiva da equipa, contribuindo com golos e muitas assistências temporada atrás de temporada
Gaitán - Esteve ainda mais uma temporada na Luz após a saída de Jorge Jesus,  mas acabou por sair para o Atlético Madrid por uma verba a rondar os 25 milhões de euros. Depois de uma temporada não muito feliz em Espanha, o argentino rumou à China (DL Yifang), aos EUA (Chicago Fire) e, mais recentemente, aos franceses do Lille. Agora está perto de assinar um contrato com o Sp. Braga
Lima - Terminou a sua carreira no início do último ano. Saiu do Benfica no final da temporada 2014/15, rumando aos Emirados Árabes Unidos (Al-Ahli), clube que representou até julho de 2017. Depois de dois anos sem clube, decidiu pendurar as botas.
Jonas - Permaneceu no Benfica até a sua carreira não dar mais. Fustigado por lesões, o avançado brasileiro foi um das maiores figuras do futebol encarnado na história recente do clube, onde marcou 137 golos e fez 42 assistências num total de 183 jogos.
Suplentes: Paulo Lopes - Depois de seis temporadas ao serviço do Benfica, o guarda-redes colocou um ponto final da sua longa carreira em 2018.
Lisandro López - Um jogador que não teve grande afirmação na Luz, principalmente depois da saída de Jorge Jesus. Foi emprestado a Getafe, Inter, Genova e Boca Juniors, este último clube que ainda representa, após ter-se transferido para Buenos Aires no início do ano civil.
Fejsa - Não foi titular no último jogo do treinador pelo Benfica, mas era uma das sua peças fundamentais no meio-campo. Depois de uma pouca utilização com Bruno Lage, o médio-defensivo sérvio acabou por rumar por empréstimo aos espanhóis do Alavés, ligação que já terminou. Está de regresso à Luz... será para ficar?
Derley - Depois de sair do Benfica (2017), o avançado brasileiro rumou a outra equipa do principal escalão português de futebol, o Aves, tendo posteriormente seguido para o futebol tailandês, onde ainda representa o Muangthong United.
Ola John - Pouca aposta nas águias, o extremo holandês decidiu seguir o rumo da sua carreira num outro clube... mas sem mudar de país. Atualmente, representa o Vitória de Guimarães.
Sílvio - Esteve por empréstimo na Luz durante a estadia de Jorge Jesus, contudo, acabou por regressar ao Atlético Madrid em meados de 2016. Atualmente, este lateral-direito, que também pode fazer o corredor esquerdo da defesa, representa o Vitória de Setúbal.
Talisca - Um dos casos mais 'complicados' dos últimos anos do Benfica. Foi emprestado aos turcos do Besiktas em 2016 e acabou por ser vendido, em 2018, aos chineses do GZ Evergrande, por cerca de 20 milhões de euros. Ainda permanece na China.
Jorge Jesus vai ser apresentado segunda-feira às 17 horas como novo treinador do Benfica. Já lá vão mais de cinco anos desde o último jogo de JJ ao comando das águias - ocorreu no triunfo (2-1) sobre o Marítimo, na final da Taça da Liga, a 30 de maio de 2015. Entre os onze titulares dessa partida e os suplentes, quantos desses jogadores permanecem nas águias? E os que saíram, o que será feito deles? [Imagens: Paulo Calado, José Moreira, Movenotícias, Ricardo Nascimento, Miguel Barreira, Luís Vieira, LUSA, Nuno André Ferreira, Pedro Alves, Vítor Chi, Fernando Ferreira]
5
Deixe o seu comentário

Pub

Publicidade
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias

Fotogalerias

Fotogalerias

Sporting

Fotogalerias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0