Record

A importância de manter a boa forma no Natal e não destruir num mês o que se construiu no ano

Pois é, o ano passou a correr mas a verdade é que daqui a 15 dias estamos a comemorar o Natal. A questão é que, como na maioria dos países que o festejam, começa-se a comer demais bem antes daquilo que seria desejável. Com o início do mês das maiores festividades, torna-se muito difícil manter o projeto em que trabalhámos o ano todo: conseguir a boa forma e o estilo de vida saudável. Então como manter isto e minimizar todos os estragos de fim do ano?

É típico nesta altura o aumento da ingestão calórica com a oferta de comidas mais elaboradas e gordurosas, mas também de bebidas alcoólicas tão típicas desta época. Mas o pior não é isso. O problema é que associado a isso é habitual reduzir a atividade física para poder estar presente em todos os eventos sociais para os quais se é convidado, sem falar na necessidade de garantir que toda a gente tem presentes e todos sabemos como isso ocupa tempo!

Já sabem que defendo o equilíbrio acima de tudo e estas épocas são essenciais para conseguirmos saúde emocional, mas vamos tentar não perder a saúde física, sim?

Ao longo desta semana vou ajudar a que consigam gerir e equilibrar os projetos do ano (estilo de vida saudável, boa forma, rendimento desportivo, etc.) com todos os eventos aos quais não queremos (nem devemos) faltar.

Comer sim, mas com moderação... e atenção à agenda

Existem alimentos típicos desta época, que só comemos nesta altura do ano e que estão repletos de simbolismo, memória, superstições e tradições familiares. Toda a gente fica à espera do Natal e do fim de ano para comer: rabanadas, filhoses, coscorões, sonhos, peru assado, pernil, castanhas, bacalhau e diversas sobremesas. Portanto, não há necessidade de fazer restrições ao limite e evitar a comida do Natal e a ceia de Final do Ano. O importante é negociar, comer realmente o que se gosta sem exageros e com moderação. São reuniões com muitas horas de duração e é necessário raciocinar na hora de começar a comer.

E lembre-se, nestas semanas que antecedem o Natal, em que tudo o que diz respeito à atividade física estará mais calmo, retomando as suas atividades em plena força no início de janeiro. Os ginásios vão estar mais vazios, tornando-se num bom momento para usufruir de todo o espaço sem ser incomodado. Aproveite também para praticar outras modalidades desportivas indoor que sempre teve vontade de experimentar, mas nunca o fez! O importante é não ficar parado, mexa-se! Se vai comer mais, é preciso fazer mais exercício! 

Controle o antes, o entretanto e o após, para poder exagerar na ceia do dia 24, almoço do dia 25 e ceia do dia 31. Mantenha a organização alimentar nas restantes refeições e não deixe de fazer exercício. 

Até para a semana!

Para mais informações ou esclarecimentos, contacte: inesfilipamorais@gmail.com

Por Inês Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Nutrição

Notícias

Notícias Mais Vistas