Record

Perder peso com consciência

Olá a todos, passaram bem a semana?

Esta semana vamos voltar a um tema que gerou muitas dúvidas no meu email: as dietas ioio. Tal como eu vos tinha dito nessa semana, as dúvidas "choveram" porque voltar a ganhar peso depois de o perder é o que mais acontece! E acontece porque o peso não é perdido de forma correta. Por isso mesmo, esta semana é disso que vou falar, tentando ajudar-vos o máximo possível no vosso processo, lembrando que nunca devem dispensar a ajuda de um nutricionista que adapte a dieta aos vossos gostos e à vossa vida.

Porque a verdade é que a fórmula mágica para o emagrecimento existe! Basta segui-la à risca e o resultado aparece. Principalmente porque, ao contrário do que toda a gente pensa, não são necessários sacrifícios enormes, receitas extravagantes ou grandes alterações comportamentais. A grande fórmula para perder peso, e que está mais do evidenciada na literatura, é fazer uma alimentação equilibrada combinada com a prática regular de exercícios físicos.  E é nesta altura que vocês pensam que eu não vos estou a dar nenhuma novidade, e é isso mesmo… O caminho está longe de ser um mistério – o difícil mesmo é segui-lo. 

Não há magia: é necessário queimar mais energia do que a que se ingere. Pensem numa balança de mercearia onde colocamos num prato o que ingerimos de energia através de alimentos, e, no outro, a energia que gastamos para manter o nosso corpo a funcionar e também o que é gasto com atividade física. Dependendo de qual prato que for mais pesado, perdemos ou ganhamos peso.

Não deve cair no mesmo erro de sempre, procurando soluções fáceis e rápidas, obtidas através de uma alimentação limitada – comer só sopa, ou apenas alface ou nada mais do que batidos diet. Como já falámos em outra altura, o problema desse tipo de alimentação é ser muito restritiva – cortando os alimentos do quotidiano ou grupos alimentares inteiros, como hidratos de carbono – é que, depois do período de restrição, vai acabar por retomar os velhos hábitos incorretos e, assim, ganha de volta os quilos perdidos.

Mais um problema - Jejuns. Longos períodos sem comer ou quando "salta" refeições. Neste caso, o o problema passa pelo facto de o corpo entender o processo como uma privação de alimentos e, para se poupar, passa a gastar menos energia, diminuindo o metabolismo. Com este tipo de abordagem, além de dificultar o emagrecimento, a pessoa pode voltar a recuperar, e até aumentar, o peso. 

Lembre-se reduções muito rápidas de peso não são saudáveis, porque acaba por haver uma perda massa magra (muscular e, inclusive, óssea), em vez de perder apenas gordura. Mais importante ainda, respeite o seu corpo e não crie metas impossíveis de alcançar, e digo isto da minha prática clínica, as pessoas querem sempre perder mais peso do o necessário…

A reeducação alimentar é o primeiro passo para quem quer emagrecer com saúde. Comer mais frutas, legumes e verduras; fazer refeições em pequenas porções com intervalos de três horas; ingerir bastante água (no mínimo, 1.5L por dia); evitar alimentos fritos, comidas industrializadas; incorporar cereais integrais – que, por terem mais fibras, aumentam a saciedade. O problema é que muitas pessoas não gostam de comer determinados alimentos, então o desafio parece insuperável. Mas não é! Procure quem o ajude, um nutricionista vai adaptar a sua alimentação e os seus gostos aos seus objetivos!

Isto é muito importante porque, e mais uma vez vos digo de experiência do que ouço em consulta: o mundo está cada vez mais obeso, ao mesmo tempo em que se fazem mais dietas! Isto diz muito do que é a realidade de hoje em dia…

Alie a uma dieta adequada, a prática regular de exercício físico e vai ver os resultados!

Ao longo da semana vou dar mais algumas dicas para vos orientar nesta "nova" fórmula que vos vai trazer mais resultados e mais saúde.

Até para a semana!

Para mais informações ou esclarecimentos, contacte: inesfilipamorais@gmail.com
Por Inês Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Nutrição

Notícias

Notícias Mais Vistas