Record

Nutrição no Desporto

Nutrição

Nutrição

Nutrição
Notícias

O meu trajeto

O meu nome é Inês Morais e sou nutricionista. Licenciei-me em Nutrição e Engenharia Alimentar e em Ciências da Nutrição, tendo feito mais tarde um curso de formação desportiva. Enveredei pela nutrição clínica, sem nunca descurar a parte desportiva, com cursos em nutrição desportiva e suplementação desportiva. Neste momento, para além das consultas de nutrição clínica, acompanho vários atletas, desde judocas a ginastas rítmicas.

  • Sexta-feira (18 janeiro)

    Siga o seu plano alimentar
     
    Este é uma das questões mais importantes: siga o plano que combinou com o seu nutricionista! É muito importante equilibrar o consumo de hidratos de carbono ao longo do dia, tentando ingerir mais ou menos a mesma quantidade em cada refeição. O seu nutricionista vai dizer-lhe as quantidades indicadas de hidratos de carbono a consumir de acordo com a sua situação clínica. Normalmente, planos alimentares para diabéticos incluem três refeições principais e três refeições intermédias por dia.

    Para além disto, tente comer mais devagar, isto vai fazer com que coma menos quantidade mesmo quando está com mais fome. Isto vai permitir que controle o peso porque ficará satisfeito com menos comida.

  • Quinta-feira (17 janeiro)

    Um diabético pode comer doces? 

    Não se deve comer doces na diabetes, porque eles contêm grandes quantidades de açúcar, o que faz com que glicose e glicose sanguínea suba e a diabetes fique descontrolada. Isto é muito importante, porque quando este descontrolo se torna crónico vai haver um aumento do risco da dificuldade de cicatrização, cegueira e problemas cardíacos, por exemplo. Contudo, uma vez ou outra pode-se comer algum doce diet/light, que contenha menor quantidade de açúcar.

  • Quarta-feira (16 janeiro)

    Como controlar a hiperglicemia 

    Para controlar a hiperglicemia, ou seja, o excesso de açúcar no sangue, é necessário que o doente tome a medicação indicada para a regulação dos níveis de açúcar no sangue e impedir que este suba novamente, diminuindo ou eliminando os doces, como bolos, refrigerantes, pudins ou gelados da alimentação. A prática de exercício físico, como caminhar após as refeições, é uma ótima estratégia para evitar a subida excessiva dos níveis de açúcar.

  • Terça-feira (15 janeiro)

    Como controlar uma hipoglicémia 

    Para controlar a hipoglicémia, que acontece quando os níveis de açúcar no sangue descem demasiado ao ponto de ficarem inferiores a 70 mg/dl, é necessário dar ao doente um açúcar de rápida absorção como por exemplo água com açúcar ou um copo de sumo de laranja, por exemplo. Estes alimentos vão fazer o açúcar subir e o indivíduo começar a sentir-se melhor. É importante que após o consumo de um açúcar de absorção rápida o doente coma um açúcar de absorção lenta, como por exemplo um bocadinho de pão, para que a glicémia se mantenha em níveis adequados.

  • Segunda-feira (14 janeiro)

    Como controlar a diabetes tipo 2

    Normalmente os níveis de açúcar no sangue demoram algum tempo a estabilizar. Por este motivo, até isso acontecer, é necessário verificar o açúcar no sangue em jejum, antes e após cada refeição. Quando os valores normalizam, o médico, de acordo com o tipo de medicação que o doentes estiver a fazer, indica quantas vezes é necessário fazer essa verificação, podendo variar entre manhã ou de manhã e de tarde, por exemplo.

    Para controlar os valores de açúcar no sangue, o doente diabético, além de fazer uma alimentação pobre em açúcares de absorção rápida, como o nutricionista aconselha, e tomar os medicamentos de acordo com a prescrição médica, deve também praticar alguma atividade física, como caminhada ou natação, por exemplo.

Para mais informações ou esclarecimentos, contacte: inesfilipamorais@gmail.com