Capitão chamou apanha-bolas 'à pedra'

Cristiano atento à matreirice

• Foto: Luís Manuel Neves

Depois de dois jogos consecutivos sem sofrer golos em casa (Ilhas Faroé e Letónia) e com apenas três consentidos em toda a qualificação como visitados (um da Letónia e dois da Suíça), Andorra tinha como principal objetivo não deixar que Portugal fizesse a festa de maneira nenhuma. E valeu quase de tudo...

Que o diga Cristiano Ronaldo, que se sentiu na necessidade de chamar à razão... um apanha-bolas. Corria o minuto 31 quando começaram os problemas... Gelson Martins fez falta sobre um defesa andorrano. San Nicolás atirou a bola para fora do estádio e foram precisos 15 segundos para que alguém a devolvesse.

Atento ao ‘estratagema’, Ronaldo saltou do banco, puxou dos galões e chamou à razão o jovem prevaricador. O diálogo foi curto e impercetível, mas sempre envolveu um sorriso do capitão e um piscar de olho do apanha-bolas em questão, em jeito de promessa de que a situação não se repetiria. E não se repetiu. Em Andorra como em Portugal, o respeito é bonito, muito mais quando quem o exige é... o melhor do Mundo.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de O diário de CR7

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.