Cristiano Ronaldo: «Batalhas com Messi? Têm sido boas, mas hoje levei a melhor»

Extremo português contente com a exibição da Juve frente ao Barcelona

• Foto: Reuters

Cristiano Ronaldo reagiu, esta terça-feira, ao triunfo (3-0) da Juventus sobre o Barcelona, em jogo da 6.ª e última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, num encontro em que o craque português assinou dois golos e ajudou a sua equipa a qualificar-se em primeiro lugar do grupo G.

"Sabíamos que era uma missão muito difícil, mas no futebol tudo é possível. Sabíamos que ia ser um jogo difícil, contra uma excelente equipa, mas entramos bem no jogo. Conseguimos fazer um golo cedo e isso deu um pouco de esperança no jogo. A equipa esteve bem nos primeiros 30 minutos, com confiança, marcamos os dois primeiros golos e depois foi aguentar. Na segunda parte, o Barcelona tinha que forçar porque tinham que tentar virar o resultado, nós esperamos e conseguimos marcar o terceiro. Acho que foi um jogo bom, independentemente de não ter adeptos. Este estádio é sempre muito mais bonito com adeptos, mas foi bom passar em primeiro e ganhar 3-0 ao Barcelona não é nada fácil", começou por dizer o craque português em declarações à 'Eleven Sports'.

'Rivalidade' com Lionel Messi

"Partilhamos o mesmo palco durante uns 12, 13 ou 14 anos, na verdade já nem sei, e foi um jogador com quem eu sempre me dei bem. A rivalidade é o que a imprensa tentar tornar porque é normal, mas eu nunca senti que houvesse alguma rivalidade simplesmente ele joga pelo Barcelona, eu joguei pelo Real Madrid, pelo Manchester [United] e agora pela Juventus. Há sempre esse duelo. Deu para mim, conseguimos marcar dois golos, mas têm sido sempre boas batalhas. Ele tenta fazer o melhor pelo clube dele e eu pelo meu, mas hoje eu levei a melhor."

Até quando teremos Cristiano Ronaldo ao mais alto nível?

"É como eu digo. Eu vivo o futebol no momento, no presente. O presente é o mais importante. Sinto-me bem, com força. Estou a fazer golos importantes, o que eu mais quero é continuar. Vai ser um ano muito difícil. É um ano em que tenho que ter inteligência para poder fazer uma boa gestão. É um ano de Europeu. Mas eu estou preparado, tenho feito as coisas bem, tenho-me preparado bem e os resultados estão a aparecer. O que eu quero é continuar o meu caminho esta época e os próximos anos que virão", concluiu.

Por Record
11
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de O diário de CR7

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.