«Primeiro condenaram Ronaldo mas algo maior saiu dali»: mãe de criança sérvia está eternamente grata

Braçadeira de CR7 foi leiloada e permitiu angariar 64 mil euros para os tratamentos de Gavrilo

Nevena e Aleksandar Djuridjevic com o filho Gavrilo
Nevena e Aleksandar Djuridjevic com o filho Gavrilo • Foto: Reuters

A mãe de Gavrilo, a criança sérvia que sofre de atrofia muscular espinhal, está eternamente grata pelo leilão da braçadeira de Cristiano Ronaldo, onde foram angariados 64 mil euros para ajudar nos tratamentos. Nevena Djurdjevic confessa que não esperava o gesto do bombeiro, Djordje Vukicevic, que recolheu o objeto atirado ao relvado pelo capitão de Portugal no jogo com a Sérvia e o colocou em licitação.

"Primeiro, nem queríamos acreditar. Estávamos a ver o jogo e sabíamos que o Ronaldo tinha atirado a braçadeira mas nunca acreditámos que pessoas que não nos conhecíam, mas pelos vistos tinham ouvido falar da nossa história, pudessem levar o objeto a leilão para ajudar o nosso filho. É pouco dizer que estamos agradavelmente surpreendidos, a nossa gratidão enquanto pais é enorme", começou por dizer Nevena à Reuters.

Ajudar (muito) sem saber: Como braçadeira de Ronaldo mudou a vida do pequeno Gavrilo
Os tratamentos têm um custo na ordem dos dois milhões de euros mas a progenitora acredita que a verba angariada "irá ajudar muito". E não deixou de notar a ironia, depois das críticas a CR7 pelo gesto: "Primeiro condenaram muito a reação dele mas, graças a Deus, algo muito, muito maior saiu dali."

Refira-se que a dada altura do leilão houve licitações superiores a um milhão de euros, que se revelaram no entanto falsas. A proliferação de ofertas levou mesmo o site responsável a ter de restringir o ato a utilizadores registados.

Por Record
23
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de O diário de CR7

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.