Euro com alma

António Magalhães
António Magalhães

Favorito, não obrigado

Enchemo-nos de ambição e partimos para França de peito feito. No entanto, a cada jogo disputado, fomos perdendo ar e acabámos a fase de grupos no limite da resistência, mas ainda assim vivos! Por ora, é isso que importa, até porque quase não há tempo para respirar – amanhã voltamos ao campo de batalha.

Esse é um dos desafios que se coloca à Seleção. O desgaste acumulado de três jogos sempre atrás do golo e da vitória deixa necessariamente marcas. Aliás, Portugal será a equipa que se apresentará com menos tempo de descanso entre a 1.ª fase e os ‘oitavos’. Sabe-se como cada hora de repouso é fundamental numa competição curta. Portugal joga já amanhã, enquanto a Inglaterra, por exemplo, fez o último jogo no dia 20 e só volta à ação na 2.ª feira, dia 27!

A Croácia tornou-se a ‘menina bonita’ deste Europeu e todos estão rendidos à sua qualidade. Os próprios croatas, com alguma soberba, dizem ter o melhor meio-campo e "uma das melhores equipas, se não a melhor". Ótimo! Finalmente, outros assumem o favoritismo. Baixa-se a fasquia das nossas expectativas e alivia-se a pressão o que é capaz de nos fazer bem.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação deportiva.
  • conteudo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão e-paper do jornal no dia anterior
  • conteudos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.